Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
12/05/2024 às 07h34min - Atualizada em 12/05/2024 às 07h34min

Morre aos 39 anos deputada federal de MT, Amália Barros

Ela não resistiu após ser submetida a uma nova cirurgia de emergência no sábado (11/5)

RD News
Araguaia Notícia
Morreu aos 39 anos a deputada federal Amália Barros (PL). Ela não resistiu após ser submetida a uma nova cirurgia de emergência, neste sábado (11), dessa vez para tratar complicações no fígado. Morte foi confirmada por assessores e ainda não há detalhes sobre o funeral, que deve ocorrer em Campo Novo dos Parecis.

Amália estava internada desde 1º de maio em estado grave no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, mesmo hospital que recebeu o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na última segunda-feira (06). Lá ela foi submetida a uma cirurgia para retirada de um nódulo no pâncreas. Nesse sábado, chegou a fazer a sétima cirurgia nesse período.

A deputada passou pela primeira cirurgia no dia 3, para retirada de um nódulo benigno no pâncreas. No entanto, sofreu uma hemorragia ao precisar fazer uma segunda cirurgia no mesmo dia.

Diante do quadro foi submetida a outros procedimentos cirúrgicos e, na noite de hoje, não sobreviveu. Deputada federal de primeiro mandato, Amália era muito próxima do ex-presidente Jair Bolsonaro e da esposa dele Michele Bolsonaro. A vaga de Amália na Câmara Federal será ocupada pelo suplente Nelson Barbudo. 

Carreira

Em nota, a assessoria confirmou a morte da deputada e relembrou a sua carreira na política.  Amalia Scudeler de Barros Santos nasceu em 22 de março de 1985, na cidade paulista de Mogi Mirim. 

Formada em jornalismo, a deputada perdeu a visão do olho esquerdo aos 20 anos por conta de uma infecção, a toxoplasmose. Após passar por 15 cirurgias, ela teve, em 2016, que remover o olho e passar a usar uma prótese ocular. Ela era casada com o pecuarista Thiago Boava.

Filiada ao Partido Liberal (PL), a jornalista foi eleita deputada federal por Mato Grosso, em 2022, recebendo mais de 70 mil votos, aproximadamente 5% dos votos do estado. Na Câmara, ela passou a integrar as comissões de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, dos Direitos da Mulher e da Educação, entre outras.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90