Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
28/12/2021 às 22h42min - Atualizada em 28/12/2021 às 22h42min

Governador de MT afirma que grevistas serão responsabilizados em caso de rebelião

Os policiais penais estão em greve desde o dia 16. A tensão nos presídios aumento por conta da suspensão de visitar e já foi registrada diversas tentativas de fuga em MT

O governador Mauro Mendes (DEM) criticou duramente, nesta terça-feira (28), a greve dos policiais penais, que já dura 13 dias, em Mato Grosso. Por conta da paralisação, aumentou a tensão nas unidades prisionais pela falta de visitas. Diversas tentativas de fuga foram registradas e há rumores de uma possível rebelião.


A categoria deflagrou a greve no último dia 16 e luta por reajuste salarial. A Justiça de Mato Grosso já decretou a ilegalidade do movimento, estipulou multas, mas nenhuma das ordens judiciais foram respeitadas.

De acordo com Mauro, o governo não tem nenhuma proposta para os grevistas e enfatizou que eles serão responsabilizados em caso de rebelião no Estado.

“Foi dito na reunião com toda clareza: eu tenho uma proposta hoje, se entrar em greve a proposta está zerada. Não existe mais proposta. Eles tomaram o caminho número dois; então hoje não tem mais proposta (...). Eles vão ser responsabilizados por isso. Têm decisões judiciais", declarou.

Desde o início do movimento, duas tentativas de fugas em massa foram registradas. A primeira foi na Penitenciária Central do Estado (PCE), onde os reeducandos chagaram a abriram um buraco no muro da unidade.

A outra foi na Penitenciária Central do Estado (PCE), uma na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, onde as presas serraram grades na ala onde estavam esposas e integrantes da facção Comando Vermelho (CV).

Saiba tudo sobre a greve dos policiais penais aqui.

GCCO investiga servidores

Nesta terça-feira (28) o Diário Oficial do Estado trouxe uma portaria assinada pelo delegado-geral da Polícia Judiciária Civil Gianmarco Paccola Capoani autorizando a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) investigar os Servidores Penitenciários de Mato Grosso (Sindspen-MT), por que estão descumprindo decisões judiciais e mantendo a greve.

A condução dos trabalhos será realizada pelo delegado Gustavo Belão.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI)
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90