24/11/2021 às 14h21min - Atualizada em 24/11/2021 às 14h21min

Gerente de loja desaparece após empresária acusá-lo de estupro

Família alega que ex-namorada não aceitava o término com Daniel Lima Rosa

Emily Magalhães / Folha Max via ARAGUAIA NOTÍCIA 

O gerente Daniel Francisco Lima Rosa, 37 anos, desapareceu na última quarta-feira (17) no bairro Pedra 90, em Cuiabá. A família registrou o caso afirmando que ele sumiu após ir até a casa da ex-companheira para buscar alguns pertences.

De acordo com a família, Daniel trabalhava para a ex-namorada como gerente da loja de roupas que ela é proprietária. A mãe do desaparecido explicou que no dia 17 ele almoçou com ela e voltou para o serviço. A noite, retornou à casa da mãe e disse que ia até a residência da ex-namorada buscar seus pertences.  

Ainda durante a noite, ele enviou mensagens à mãe dizendo que não conseguiria retornar no mesmo dia. Já no dia seguinte, Daniel teria enviado outra mensagem pedindo “benção” e depois desapareceu. Depois disso, a mãe tentou entrar em contato várias vezes com o filho, mas não conseguiu.

A noite, Fabiana teria procurado a família de Daniel dizendo que ele teria sumido após sair para comprar marmitas. Câmeras de monitoramento mostram a saída do gerente da casa da ex-namorada por volta das 12h30. 

O carro dele ficou na garagem da empresária carregado com todos os seus pertences.  O veículo foi buscado pelo padrasto de Daniel. Conforme familiares, a mulher não aceitava o fim do relacionamento e costumava fazer chantagem emocional usando seus problemas de saúde.

CLIQUE AQUI; Participe do grupo de WHATSAPP do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

CLIQUE AQUI: Participe do grupo do TELEGRAM do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

ACUSAÇÃO DE ESTUPRO

Após o desaparecimento de Daniel, a empresária registou um boletim de ocorrência no último domingo (21), acusando o gerente de ter estuprado sua filha de 11 anos. Segundo a empresária, a filha passou a se comportar de maneira agressiva com o gerente. A menina ainda teria dito à mãe que Daniel abusava dela desde abril deste ano. 

Aos policiais, a mulher entregou um aparelho celular que seria de Daniel. Ela afirmou que o acusado teria apagado alguns arquivos.

Ao ser procurada pela reportagem do programa Olho Vivo na Cidade, a empresária respondeu que não tinha interesse em ser expor. Mas, confirmou a acusação de estupro. “Bom dia, não tenho interesse. Ele fugiu daqui, ele está fugido. Ele entrou em contato com o irmão dele ele fugiu para Rondônia”, disse. “Ele abusou da minha filha de 10 anos” “Não tenho interesse em me expor nessa situação, nem eu e nem a minha filha. Só para deixar esclarecido. Ele fugiu”, acrescentou a empresária.

A família nega as acusações de estupro contra o gerente e o caso continua sendo investigado pela Polícia Civil.

Caso alguém tenha alguma informação sobre o paradeiro de Daniel pode entrar em contato com o Núcleo de Pessoas Desaparecidas pelos números (65) 3901-4923 / 4825 e WhatsApp 99982-7766.



Notícias Relacionadas »
Comentários »