22/04/2021 às 17h55min - Atualizada em 22/04/2021 às 17h55min

Rapaz de 25 anos dirigia carro que matou empresário na MT-251

Célio Matos, 49 anos, estava em moto de 1 mil cilindradas quando foi atingido por carro

Folhamax
ARAGUAIA NOTÍCIA
A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), esclareceu o acidente ocorrido na manhã de domingo (18.04), que resultou na morte de um motociclista, na MT-251, rodovia que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães.

O motorista do veículo Honda Civic envolvido no acidente foi identificado. D.S.G, de 25 anos, responderá pelos crimes de homicídio culposo no trânsito, fuga do local, omissão de socorro e embriaguez ao volante, de acordo com as novas regras do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O acidente causou a morte de Célio Marques de Oliveira, de 49 anos, que teve o corpo jogado para fora da pista após a colisão entre sua motocicleta e o veículo Honda Civic.

As investigações indicaram que o ponto de colisão entre os veículos ocorreu próximo ao acostamento da faixa de direção em que a motocicleta trafegava. Os danos sofridos pela motocicleta indicam que a vítima pilotava o veículo em alta velocidade no momento do acidente.

O condutor do Honda Civic fugiu do local logo após os fatos, não prestando socorro à vítima. Desde o acidente, a equipe da Deletran realizou diligências para localizar o suspeito, que foi identificado no mesmo dia.

Nesta quinta-feira (22), o delegado responsável pelas investigações, Christian Alessandro Cabral, ouviu na delegacia a primeira pessoa que esteve no local dos fatos, que confirmou a identidade do motorista do Honda Civic e também que o suspeito estava embriagado no momento do acidente.

Segundo o delegado, o suspeito deverá ser ouvido ainda nesta quinta-feira na Deletran e responderá pelos crimes de homicídio culposo, fuga de local, omissão de socorro e também pela embriaguez ao volante.

“Ele ficará sujeito a pena de até oito anos de reclusão e será o primeiro a se sujeitar ao novo rito do Código de Trânsito Brasileiro, com as mudanças implementadas no início do mês. Com as novas regras, ele terá que cumprir, ao final do processo, toda a pena pelo qual for condenado, encarcerado”, disse o delegado.




Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

72.2%
26.1%
1.7%