30/06/2020 às 17h22min - Atualizada em 30/06/2020 às 17h22min

Vídeo mostra PM dando soco em advogado no interior do Estado

OAB diz que profissional acompanhava ação policial na casa de um cliente

Midia News
ARAGUAIA NOTÍCIA
Uma câmera de segurança flagrou o momento em que um policial militar da Força Tática agrediu um advogado na sexta-feira (26/6), em Pontes e Lacerda (443 km de Cuiabá).

Nas imagens, o policial, identificado como o tenente Alexandre Aparecido de Assis, dá um soco no peito do advogado Felipe Carlos.

Segundo a PM, o caso aconteceu ao final de uma perseguição a uma caminhonete Hilux, onde os policiais suspeitavam haver drogas. 

Segundo a seccional estadual da Ordem dos Advogados do Brasil, o profissional estava no local acompanhando uma abordagem na casa de seu cliente.

Ainda conforme a OAB, o tenente ainda o teria xingado.

A Ordem ressaltou que "atos de violência" contra advogados, principalmente em exercício da profissão, não serão aceitos.

Diante disso, a Ordem informou que vai apurar o caso e cobra a punição dos policiais envolvidos.

Na narrativa de um boletim de ocorrência, os policiais militares afirmam que estava apurando a suspeita de que o suposto cliente estivesse carregando drogas dentro do veículo. E que o advogado, "em voz de tom irônico", se apresentou primeiro como morador da casa e afirmou que o veículo não era dele. Conforme a PM, o profissional "tentou ludibriar" a equipe policial.

Apesar da desconfiança, os policiais disseram não ter encontrado entorpecente no veículo.

Outro lado

A Polícia Militar, por meio de nota, disse que está analisando o vídeo, boletins de ocorrência e outros documentos relacionados à ocorrência para investigar o caso.

Leia a nota da PM na íntegra:

A Corregedoria da Polícia Militar informa que recebeu nesta segunda-feira (29.06) o vídeo relacionada à ocorrência envolvendo um advogado, situação registrada em Pontes e Lacerda, e que está analisando as imagens, solicitando cópias do Boletim de Ocorrência(BO), se houver, e outras documentações afetas aos fatos fins subsidiar o procedimento investigatório juntamente como material disponível até o momento.

VEJA VÍDEO 


Notícias Relacionadas »
Comentários »