Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
25/02/2019 às 16h31min - Atualizada em 25/02/2019 às 16h31min

PM espera atender 2.500 crianças entre Barra do Garças e Pontal do Araguaia com PROERD 2019

Neste ano serão incluídos alunos do terceiro ano

Luiz Silva SECOM BG / Assessoria 5º CR PM - MT
ARAGUAIA NOTÍCIA


O encontro teve como objetivo a apresentação do plano de atendimento do Proerd para o primeiro semestre de 2019, o qual deve atender cerca de 20 escolas, entre particulares, estaduais e municipais.

Durante a sua fala, a Comandante Regional Adjunta do 5º CR, Ten Cel PM Andréia Vital Costa, destacou a importância do Proerd nas escolas, na prevenção ao uso de drogas, como também na conscientização dos direitos e deveres das crianças e adolescentes.

Conforme divulgado no encontro, a Coordenação Regional do Proerd do 5ºCR irá atender nesse primeiro semestre apenas os 3º anos do ensino fundamental, seguindo determinação da Coordenação Estadual.

Estima-se que no ano de 2019, aproximadamente 2.500  crianças serão atendidas pelo programa apenas no município de Barra do Garças e Pontal do Araguaia.

O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) consiste num esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a Escola e a Família, tendo como missão e visão:

Missão: ensinar aos estudantes boas estratégias de tomada de decisão para ajudá-los a desenvolver habilidades que os permitam conduzir suas vidas de maneira segura e saudável.

Visão: construir um mundo no qual os jovens de todos os lugares estejam capacitados para respeitar os outros e para escolherem conduzir suas vidas livre do abuso de drogas, da violência e de outros comportamentos perigosos.
 
Os objetivos específicos do programa incluem:
 
Desenvolver nos jovens estudantes habilidades que lhes permitam evitar influências negativas em questões afetas às drogas e violência, promovendo os fatores de proteção.

Estabelecer relações positivas entre alunos e policiais militares, professores, pais, responsáveis legais e outros líderes da comunidade escolar.

Permitir aos estudantes enxergarem os policiais militares como servidores, transcendendo a atividade de policiamento tradicional e estabelecendo um relacionamento fundamentado na confiança e humanização.

Estabelecer uma linha de comunicação entre a Polícia Militar e os jovens estudantes.

Abrir um diálogo permanente entre a "Escola, a Polícia Militar e a Família", para discutir questões correlatas à formação cidadã de crianças e adolescentes.



Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90