Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
05/12/2012 às 23h11min - Atualizada em 05/12/2012 às 23h11min

Candidatos a reitor quebram o pau durante debate no IFMT

O reitor foi o mais atacado pelos dois oponentes

Olhar Direto
Olhar Direto Ronaldo Couto foi convidado para mediar o debate. O reitor, o que está em pé, foi o mais atacado pelos concorrentes

O segundo debate entre os três candidatos a reitor do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) foi realizado segunda-feira (3) em Barra do Garças, 509 km de Cuiabá. O evento contou com a presença do reitor e candidato a reeleição José Bispo e os candidatos de oposição Ruy de Oliveira e Ali Veggi que é diretor do campus de Cuiabá.

Por duas horas, os candidatos expuseram suas idéias aos alunos, técnicos e professores do campus de Barra do Garças que foi criado em 2011 e tem hoje 329 alunos e 50 entre técnicos e docentes. Os candidatos de oposição aproveitaram o debate para apertar o reitor José Bispo e exemplificaram algumas dificuldades dos campus no interior e disseram que vão lutar para interiorizar mais as ações do IFMT.

Ruy e Ali Veggi reclamaram também que o processo eleitoral estaria sendo feito de afogadilho porque foi definido semana passada e terá apenas 10 dias para realizar os debates e a eleição marcada para o dia 12 de dezembro. “Esse tempo é exíguo para discutir com a comunidade IFMT, mas se eu for eleito, vou aumentar essa prazo para 3 meses na próxima eleição”, frisou Ali. O candidato Ruy também criticou a ‘pressa’ em torno da eleição e reclamou que chegou atrasado ao evento de Barra do Garças porque teve que sair às pressas de Confresa onde houve debate pela manhã.

“Não existe transparência na gestão atual da reitoria e querem agora empurrar uma eleição na comunidade sem definir uma prazo coerente para eleição”, destacou. O reitor José Bispo disse que o processo eleitoral foi definido pela comissão eleitoral junto ao Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe) e sobre a situação dos campus, ele destacou que houve uma ampliação no estado.

“Do que era a escola Cefet em Cuiabá para realidade de hoje do IFMT houve sim um avanço considerável que os oponentes não querem admitir. Lamento que eu fui muito atacado nessa noite e que eles perderam a chance de discutir propostas”, completou o reitor.

O debate terminou por volta das 22 horas e os candidatos mal descansaram em Barra do Garças e seguiram viagem para Cuiabá onde vão participam terça-feira (4) de debates às 13h30 em Bela Vista e às 19h30 em Cuiabá. Na quarta-feira (5) será em Pontes e Lacerda e Cáceres; dia 06/12: São Vicente e Rondonópolis; dia 07/12: Sorriso; dia 10/12: Juína e Campo Novo do Parecis.

A comunidade IFMT em Mato Grosso é formada por 10 mil pessoas entre alunos, professores e técnicos, mas a comissão acredita que pouco mais de 60% devem participar da votação dia 12 de dezembro. 

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90