13/03/2012 às 18h31min - Atualizada em 13/03/2012 às 18h31min

Peemedebista é contra união PSD e PMDB em Mato Grosso

Olhar Direto
Reprodução

A três meses do início da campanha eleitoral, os partidos começam a discutir as alianças para disputar as 141 prefeituras de Mato Grosso. A primeira a ser anunciada, entre PSD e PMDB, em Torixoréu (550 km de Cuiabá), já foi questionada. Ex-secretário de agricultura, Flávio Santana (PMDB) declarou que é contra essa união.

O peemedebista é contra a decisão do ex-prefeito João Sá (PMDB) de apoiar a candidatura a prefeito do empresário Odoni Coelho (PSD) indicando o filho, veterinário Rafael Sá (PMDB), como candidato a vice-prefeito. Flávio fala que essa decisão foi tomada de forma isolada pelo ex-prefeito e que não foi discutida dentro do partido.

“Eu já comuniquei ao Carlos Bezerra e a Teté Bezerra e já tenho 10% de assinaturas dentro do diretório contra essa união”, completou. O peemedebista defende candidatura própria do partido e citou o nome da esposa, Zilda Santana e pediu ao ex-prefeito que coloque o filho Rafael como pré-candidato.

A dobradinha Odoni e João Sá, eliminaria um candidatura e facilitaria um possível acordo para manter somente um candidato em Torixoréu, cidade de quatro mil habitantes. Odoni e João Sá já tinham em mente conquistar o apoio do prefeito Máximo Barriga (PSB).

O ex-prefeito João Sá preferiu não entra em rota de colisão com Flávio Santana e prefere aguardar. “Eu prefiro não comentar a posição dele. Vou aguardar uma reunião com o partido”, ressaltou.

O pré-candidato a prefeito do PSD, Odoni Coelho, lamentou a declaração de Flávio e entende que a união dos dois partidos é interessante no município. “Deve ser contrariado o interesse de alguns, mas a questão do partido deve estar acima disso”, destacou Odoni. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »