11/03/2012 às 17h47min - Atualizada em 11/03/2012 às 17h47min

Sete alunos são presos por protestarem contra Seduc

Leandro Nascimento / Agencia da Noticia
Agência da Noticia

Uma mobilização que começou na última terça-feira (06-03) na frente da Escola Estadual Teotônio Carlos da Cunha Neto, onde mais de 100 alunos paralisaram as aulas e fecharam a escola com cadeados para que ninguém entrasse.

 A mobilização começou após dia 05 de março os alunos das Escolas Teotônio e 9 de Julho saírem pelas ruas da cidade em protesto ao decreto da Secretária Estadual de Educação (Seduc) que pede o redimensionamento dos alunos do Ensino Médio e Terceiro ciclo da Escola Estadual Teotônio para à Escola 29 de Julho.

 E os alunos do Ensino Fundamental a Escola 29 de Julho para a Teotônio, pois segundo a assessoria e o próprio decreto essa mudança é para contenção de gastos, haja vista que ainda segundo a assessoria o redimensionamento está sendo feito em todo o Estado aonde as escolas tem dado prejuízo para o Estado.

 Em Confresa a Escola Estadual Teotônio Carlos da Cunha Neto tem 20 salas de aulas em um estrutura predial de 02 andares e destas 14 salas são usadas para as aulas no período matutino e aproximadamente umas 10 no período vespertino e noturno.

 Já a Escola Estadual 29 de Julho tem 10 salas de aulas e todas ES tão sendo ocupadas em todos os períodos e a mesma não tem estrutura para receber os alunos da Escola Teotônio devido a estrutura predial não ser adequada para a quantidade de alunos.

 Os alunos de ambas as Escolas continuam na frente da Escola Teotônio, mesmo após a Polícia Militar com uma ordem judicial da Drª Cristiane Padin ter arrebentado as correntes e cadeados e aberto os portões da Escola.

 No tumulto que surgiu com a ação sete alunos foram presos e levados para Porto Alegre do Norte aonde serão ouvidos pela Juíza Drª Cristiane Padin, alunos, pais e professores choraram durante a ação da polícia cantando com voz alta o Hino Nacional.

 Representantes da Seduc que estão em Confresa não quiseram gravar entrevista e nem atender os alunos, o secretário estadual de educação Ságuas Moraes não atendeu a ligação da nossa reportagem, o mesmo está em um evento em Natal (RN).


Notícias Relacionadas »
Comentários »