03/03/2012 às 11h39min - Atualizada em 03/03/2012 às 11h39min

Batalhão suspende alimentação e muda escalas para conter despesas

Olhar Direto
Reprodução/Ilustração

Policiais militares de Barra do Garças, a 509 km de Cuiabá, foram surpreendidos na manhã desta sexta-feira (2) com a mudança de escala de trabalho de 12 para 6 horas e suspensão da alimentação no batalhão. A medida foi tomada para diminuir as despesas. A contenção ainda não foi anunciada oficialmente pelo batalhão.

Um oficial alertou que essa alteração vai gerar insatisfação junto a tropa e pediu a reportagem do Olhar Direto entrar em contato com o 5º comando regional leste na pessoa do coronel Eddie Metelo, mas a informação que Metelo está de férias e por telefone o tenente-coronel Paulo Costa amenizou dizendo que essa mudança é um teste para adequação do novo horário e condições de trabalho dos PMs e evitou falar de crise financeira.

Por outro lado, a suspensão da alimentação no batalhão está sendo encarada por alguns militares como sinal de crise no governo do estado. Os militares não gostaram da alteração da escala de trabalho porque agora vão ter de ir mais vezes ao batalhão.

O coronel Paulo Costa sugeriu que o assunto seja discutido com o major Zerly, responsável pelas finanças do batalhão que preferiu não gravar entrevista sobre o assunto. Rumores dão conta que o estado atrasou o repasse de duas parcelas da Etapa Alimentação para o batalhão que está devendo em torno de R$ 20 mil no comércio de Barra do Garças.

A medida é polêmica, pois poderá ser adotada em outros batalhões de Mato Grosso. A intenção da alteração é proporcionar um policial mais descansado, todavia contraria os PMs que fazem ‘bicos’ com seguranças particulares ou mototaxistas. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »