Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
11/04/2024 às 08h54min - Atualizada em 11/04/2024 às 08h54min

Museu Natural da UFMT lança cartilha sobre aves do cerrado em português e xavante

Assessoria
Araguaia Notícia
No dia 16 de abril, o Museu de História Natural do Araguaia (MuHna), vinculado à Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), lançará a cartilha "Aves do MuHna" na Escola Estadual Irmã Diva Pimentel, em Barra do Garças. O evento, que marca o início das atividades da semana dos Povos Indígenas na escola começas às 8h e contará com a presença de estudantes, professores e do indígena Xavante Oscar Wa’raiwe, um dos autores da publicação.
 
Desenvolvida ao longo de 2023, a cartilha intercultural registra informações sobre as aves presentes no acervo do museu, destacando sua importância para a cultura e os rituais da etnia Xavante. Oscar Wa’raiwe, em sua contribuição para o projeto, ressalta a relevância das aves, como a arara canindé, no ritual Danhonõ, que marca a transição da adolescência para a vida adulta na cultura Xavante. A cartilha vai apresentar 10 aves, entre elas: a arara canindé, arara vermelha, tucano e o sabiá.
 
Maxwell Gomes Miranda, professor do curso de Letras e integrante do Conselho do MuHna, explica que a seleção das aves foi baseada no acervo do museu, visando a veiculação das informações tanto em português quanto na língua Xavante.
 
A diretora do MuHna, professora Márcia Pascotto, destaca o compromisso social da Universidade e do museu com a inclusão, afirmando que a cartilha bilíngue é um direito garantido por lei, proporcionando acesso à cultura Xavante e promovendo a interação com a comunidade.
 
No dia do lançamento, serão doados 100 exemplares da cartilha para a escola, que poderá utilizá-los na biblioteca ou em outras atividades pedagógicas. Paralelamente, uma exposição de fotografias produzidas pelo indígena Divino Tserewahú ficará em exibição na biblioteca da escola até o dia 19 de abril, aberta à visitação da comunidade.
 
A cartilha faz parte do projeto MuHna Ciência, Tecnologia e Inclusão, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Além do lançamento na escola, está previsto o lançamento em uma aldeia indígena, assim como a distribuição de um exemplar físico para cada escola do município de Barra do Garças, com a versão digital disponível no site do museu.
 
O lançamento da cartilha é apenas o início de uma série de atividades, incluindo uma exposição sensorial no segundo semestre, onde os visitantes poderão vivenciar sons das aves e informações narradas em português e Xavante. Essa exposição está prevista para o segundo semestre, abrindo então as atividades culturais do MuHna, que está atualmente em reforma.
 
A iniciativa, pesquisa e autoria da cartilha bilíngue foram dos professores da UFMT/CUA, Deyvisson Pereira da Costa e Maxwell Gomes Miranda, com tradução para a língua Xavante pelo líder indígena Oscar Uberete.
 
Além da cartilha sobre aves, o MuHna já produziu outras duas cartilhas: “Fósseis do MuHNa” e “Mamíferos do MuHna”, reunindo informações sobre o acervo da coleção paleontológica e as principais espécies de mamíferos do museu, disponíveis digitalmente em língua portuguesa no site do museu.
 
Para mais informações sobre o MuHna e seus projetos, acesse o site www.muhna.cua.ufmt.br.
 
O Museu
 
O Museu de História Natural do Araguaia (MuHna), localizado no Campus da UFMT em Barra do Garças, é uma iniciativa que visa disseminar a ciência e conta com diversos acervos, estando atualmente fechado para reforma, com previsão de reabertura no segundo semestre deste ano.
 
O espaço foi inaugurado em junho de 2018 e já recebeu visitantes de 16 estados, 82 cidades e 3 países. No último ano, foram 3.816 visitantes.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90