30/06/2022 às 14h15min - Atualizada em 30/06/2022 às 14h15min

Polícia Civil apura se houve erro médico na morte de paciente devido a barotrauma em Barra do Garças

Barotrauma foi causado por conta da ligação direta de um tubo de oxigênio sem o uso do ambu (padrão médico recomendado)

Araguaia Notícia
Uma reconstituição (reprodução simulada) dos fatos foi realizada na quinta-feira (30/6) pela 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças-MT para apurar como aconteceu o procedimento que pode ter ceifado a vida do senhor Nivaldo Alves de Oliveira no dia 15 de março. Segundo levantamento inicial, o paciente teria falecido em razão de um barotrauma por conta da ligação direta de um tubo de oxigênio sem o uso do ambu (padrão médico recomendado) no paciente que o levou a morte rapidamente durante atendimento no Pronto Socorro. 

A apuração está sendo feita com a participação também da prefeitura e demais órgãos de fiscalização pois há suspeita de erro profissional no procedimento. A diligência foi realizada com apoio da POLITEC e da Administração do hospital onde os fatos aconteceram. A OAB, Seccional de Barra do Garças, na pessoa de seu presidente e a Procuradoria Pública de Barra do Garças acompanharam as diligências de recontituição. A atividade da Polícia Civil foi acompanhada, também, pelos advogados de defesa da profissional de saúde investigada pelo ocorrido.

De acordo com fatos registrados no Boletim de Ocorrência, o barotrauma foi constatado na análise do corpo pelo médico que atestou o óbito, tendo sido relatado que a pressão interna veio a ser constatada visualmente em razão de vestígios de sangue nos ouvidos, globo ocular e narinas. Não foram realizadas diligências ou perícias na data dos fatos, tendo em vista que a Polícia Civil não foi acionada pelos responsáveis em razão da morte com indícios de crime a ser devidamente apurado com seguros indícios de autoria e materialidade delitiva.

Entenda os fatos:

O paciente morreu após passar por cirúrgia neurológica. No entanto, a referida cirúrgia transcorreu de forma satisfatória, tanto que o paciente saiu do centro cirúrgico com seus sinais vitais perceptíveis pelos diversos profissionais de saúde que acompanharam a cirúrgia realizada na data de 15/03/2022. O paciente, após sair do centro cirúrgico foi encaminhado para UTI do Hospital Público de Barra do Garças, onde ocorreu o procedimento para total reabilitação.

Com a investigação em andamento, a defesa de uma das profissionais de saúde envolvidas no caso, solicitou a Autoridade Policial a reprodução simulada dos fatos que veio ao encontro de medida que já seria realizada, assim ao nosso juízo procuraram os advogados através de advocacia defensiva no início da persecução penal buscar provas técnicas para defender a profissional médica suspeita, que esteve presente na reprodução colaborando com a equipe da 1ª Delegacia que trabalha no caso.

Neste contexto, registra-se que trata-se de fato bastante lamentável para a família da vítima, mas que será devidamente esclarecido pela equipe da 1ª Delegacia com provas técnicas, diligências policiais e colaboração irrestrita da direção da unidade de Saúde e da Procuradoria do Município que estão a somar com a Polícia Civil de Barra do Garças.

Por fim, registra-se o trabalho, técnico e imparcial feito pela equipe da 1ª Delegacia de Barra do Garcas na resolução de crimes que redundam em condenações com penas altas em nossa região fruto da metodologia de trabalho dos Delegados Adriano Alencar e Pablo Rigo com ênfase numa polícia profissional, de resultados e que respeita o cidadão.

A 1ª Delegacia de Polícia Civil de Barra do Garças é coordenada pelos delegados, Adriano Marcos Alencar e Pablo Borges Rigo, que seguindo as diretrizes do delegado Regional de Barra do Garças, Wilyney Santana Borges, conta com uma equipe de investigadores e escrivães comprometidos com a missão institucional de assegurar a ordem pública, mediante investigação policial de qualidade, na busca da apuração e repressão de ilícitos penais.

Clique aqui para entrar no grupo Araguaia Notícia do WhatsApp

Clique aqui para entrar no grupo Araguaia Notícia do Telegram 
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »