08/04/2022 às 15h04min - Atualizada em 08/04/2022 às 15h04min

Grupo de forró indígena de Confresa é destaque do Profissão Repórter da Globo

Eles viajaram cerca de 2,5 mil quilômetros para se apresentar em festa do povo Guarani

Profissão Repórter 
ARAGUAIA NOTÍCIA 


O Profissão Repórter desta terça-feira (5) mostrou como está sendo a volta dos shows pelo Brasil acompanhando bandas e fãs de música.

A repórter Milena Rocha e a repórter cinematográfica Gabi Vilaça acompanharam a viagem da banda de forró “Garotos do Apyãwa”. Os indígenas viajaram 2.500 quilômetros para as primeiras apresentações desde o início da pandemia. Eles partiram da aldeia em Confresa (Mato Grosso) e foram até Palhoça, em Santa Catarina.

Da janela do ônibus, eles observaram a paisagem mudar ao atravessar quatro estados: Goiás, São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

“Nós queremos mostrar um pouco da nossa cultura. Muitos não-indígenas não conhecem a nossa realidade”, conta Waraxowo’ Maurício Tapirapé, produtor da banda.

Desde 2018, o grupo concilia a música com outras atividades profissionais na aldeia. Na banda de forró há professores, mestrandos, agricultores e técnico de enfermagem. Eles usam a internet para divulgar as músicas, fazer lives e também para rebater as críticas de que o forró é uma música não indígena.

Os membros da banda conheceram o mar pela primeira vez durante a viagem, mas não quiseram nadar. “Tenho respeito com lugares assim, que a gente vem conhecer pela primeira vez, porque a gente não sabe o que tem aqui. Tanto fisicamente quanto espiritualmente, a gente não tem um pajé próximo”, explica Maurício.

O grupo se apresentou na confraternização do povo Guarani, que reuniu indígenas de diversos estados.

CLIQUE AQUI  e entre no grupo de whatsApp do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

CLIQUE AQUI e entre no grupo do telegram do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real
 
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »