29/11/2021 às 18h14min - Atualizada em 29/11/2021 às 18h14min

Caseiro mata a mulher grávida, a enteada e fazendeiro em Goiás

Araguaia Notícia
Rafael Oliveira Jhonathan Moreira, g1 Goiás e TV Anhanguera 
ARAGUAIA NOTÍCIA


Um caseiro de 21 anos matou a mulher que estava grávida, a enteada de dois anos e oito meses e um fazendeiro de 73 anos em Corumbá de Goiás, segundo a Polícia Civil. Além disso, ele tentou estuprar a mulher do idoso e a atingiu com um tiro no ombro antes de fugir.

Ela foi levada a um hospital da cidade. A reportagem tenta atualizar o estado de saúde dela. O suspeito foi identificado pela polícia como Wanderson Mota Protácio, que está foragido, de acordo com a corporação.

O delegado Tibério Martins, que investiga o caso, disse que o suspeito fugiu para Alexânia, onde pediu ajuda a familiares e vendeu e até vendeu alguns aparelhos celulares. “De lá, ele fugiu para Abadiânia e está escondido na zona rural entre estas cidades”, pontuou o investigador.

Os crimes aconteceram no fim da tarde de domingo (28). O caseiro foi pedir ao patrão ajuda para a esposa. Ele falou que ela estava passando mal porque estava grávida.

O patrão saiu e foi até a casa ajudar a mulher. Nesse intervalo, o caseiro entrou na residência do patrão e furtou um revólver calibre .38. Com a arma em mãos, ele foi à casa de um vizinho e o matou com um tiro. Depois, roubou a caminhonete e fugiu do local.

Os corpos da mulher e da enteada foram encontrados pela polícia na casa do caseiro. Segundo a Polícia Militar, elas foram mortas a facadas.

CLIQUE AQUI; Participe do grupo de WHATSAPP do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

CLIQUE AQUI: Participe do grupo do TELEGRAM do ARAGUAIA NOTÍCIA e receba informações em tempo real

Conhecido da família

A mulher do idoso, que sobreviveu e foi levada a um hospital, contou à polícia que o rapaz era conhecido da família. Ele chegou na propriedade, entrou, e conversou com Roberto Clemente, tomou refrigerante, sacou a arma e deu um tiro nele.

“A [mulher do idoso] tentou correr e o Wanderson disse que a mataria, mesmo assim ela correu. Ele a derrubou, bateu em seu rosto e tentou estuprá-la. Não conseguindo, atirou também contra ela, acertando seu ombro. Caída no chão, se fingiu de morta. Então ele pegou a caminhonete da vítima e fugiu. A mulher conseguiu se deslocar atá a propriedade vizinha para pedir ajuda”, diz trecho do boletim de ocorrência.
Notícias Relacionadas »
Comentários »