Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
14/11/2021 às 16h52min - Atualizada em 14/11/2021 às 16h52min

Max Russi destaca que MT mostrou que é grande produtor, mas preserva bioma

Presidente fez avaliação positiva da participação do Estado no evento da ONU, realizado na Escócia

José Marques / AL - MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), avaliou como positiva a participação da comitiva de Mato Grosso na COP-26 (Conferência do Clima da ONU). Ele afirmou que o Estado conseguiu mostrar para o Mundo que é um grande produtor, mas também preserva a maior parte do seu bioma.

“Falamos que hoje somos o Estado que mais preserva. Temos 60% do nosso bioma totalmente preservado, totalmente intacto, e isso é um diferencial no Mundo todo”, disse.

“E por isso também precisamos que os outros países reconheçam isso dos nossos produtos. Porque nós precisamos preservar, essa é uma pauta prioritária no Estado de Mato Grosso, mas também precisamos produzir. O mundo precisa se alimentar. E o nosso agro é muito forte”, destacou.

Russi retomou os trabalhos nesta semana, após acompanhar o governador Mauro Mendes (DEM) no evento em Glasgow, na Escócia.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO GRUPO ARAGUAIA NOTÍCIA PRA RECEBER INFORMAÇÕES EM TEMPO REAL

Ele ressaltou que o Estado assumiu um compromisso ousado na conferência, ao anunciar o programa de zerar emissão de carbono até 2035, ou seja, 15 anos antes do acordado pelos demais países.

Segundo Russi, foi defendido pela comitiva como Mato Grosso tem condições de aumentar ainda mais a sua produção “sem derrubar uma árvore, integrando lavoura com preservação”.

“Procuramos falar a verdade, mostrar a realidade, o quanto o nosso Estado é campeão de produção. Se fôssemos um país, seríamos o 4º produtor de grãos do Mundo. Um Estado que, diferente da maioria dos países, tem mais de 60% da sua área totalmente preservada”, defendeu.

Ele defendeu o fortalecimento dessa imagem do Estado para o resto do Mundo, inclusive para atrair investimentos que ajudem Mato Grosso a manter um saldo positivo na balança entre produção e preservação ambiental.

“O Mundo vem falando de investimentos com cifras importantes para valorizar a preservação, para manter o Mundo bem. E Mato Grosso precisa receber”, disse.

“Os nossos produtores, os ribeirinhos, a população de uma maneira geral que vive próximo ao meio ambiente, que conserva, precisa ter uma valorização diferenciada, e a gente procurou isso”, completou.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90