18/03/2021 às 11h09min - Atualizada em 18/03/2021 às 11h09min

Amigo íntimo e mais dois são indiciados por matar mãe de três filhos

Olhar Direto
Araguaia Notícia
Após seis meses de investigação para esclarecer o homicídio de Patrícia Gomes, com ocultação de cadáver, ocorrido em Primavera do Leste (a 231 km de Cuiabá), a Polícia Civil do município, por meio da equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, concluiu o inquérito policial com o indiciamento de três suspeitos e representação das prisões preventivas, as quais foram decretadas pela Justiça. Um dos indiciados era amigo íntimo da vítima.

Os três suspeitos que tiveram a participação identificada no crime foram indiciados no inquérito policial pelo homicídio e dois deles também responderão pela ocultação de cadáver. O crime foi praticado no final do mês de agosto de 2020 contra a vítima Patrícia Gomes da Cruz, de 39 anos.

Durante o trabalho investigativo, inicialmente presidido pelo delegado de polícia Pablo Borges Rigo após registro do desaparecimento da vítima, diversas diligências foram realizadas, incluindo medidas cautelares deferidas pelo Poder Judiciário. 

Na ocasião, através de informações recebidas de terceiros, foi possível localizar o corpo de Patrícia e efetuar a prisão de três suspeitos pela prática do crime de ocultação de cadáver.

Após os fatos instaurou-se o inquérito policial para apurar o crime de homicídio qualificado. No decorrer das investigações surgiram novos elementos informativos que apontaram o envolvimento de mais dois suspeitos, tanto no crime de ocultação, quanto no crime de homicídio.

Durante os trabalhos também foi possível desvendar a dinâmica e os últimos momentos de vida da vítima. Patrícia foi atraída por um dos envolvidos, que era seu amigo íntimo, até a um determinado bairro da cidade. No local, um veículo com a segunda envolvida buscou a vítima e a levou para o local em que foi executada com um tiro na nuca. Na sequência, o corpo foi colocado no mesmo veículo e deixado o ponto onde foi encontrado.

Também foi dado o cumprimento de prisão temporária em desfavor de um dos investigados, em razão da representação feita durante o procedimento.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%