03/09/2011 às 09h33min - Atualizada em 03/09/2011 às 09h33min

Friboi anuncia mudanças em MT e dobra abate em Barra

Olhar Direto
Reprodução

A companhia JBS / Friboi anunciou uma reestruturação de suas unidades frigoríficas no país, que afeta duas cidades de Mato Grosso: Água Boa e Alta Floresta, que tiveram desativação do setor de desossa que será incorporada pelas unidades de Barra do Garças e Diamantino. A medida passa a valer a partir do mês de setembro.

A unidade de Água Boa deve perder em média 50 empregos na desossa que serão repassados para unidade de Barra do Garças com capacidade de abate de 2 mil cabeças por dia. O mesmo procedimento afeta a unidade de Alta Floresta onde os empregos serão incorporados em Diamantino.

A companhia, em nota à imprensa, pondera que as medidas se devem à queda do mercado internacional, a carga tributária de alguns estados e citou o caso de algumas unidades que serão transferidas para Mato Grosso do Sul onde os impostos seriam mais vantajosos para empresa.

A unidade de Presidente Epitácio (SP) será desativada por causa das altas cargas tributárias e a produção será transferida para as unidades em Mato Grosso do Sul. As atividades de Maringá (PR) serão transferidas para Naviraí (MS) e de Teófilo Otoni (MG) para unidades da JBS em Iturama e Ituiutaba, ambas em Minas Gerais.

Em Rondônia, a desossa será transferida de Pimenta Bueno para Vilhena.

A companhia afirma que os ajustes são necessários para integração das unidades e produção deve aumentar pelo 5% e gerar cerca de R$ 200 milhões de economia entre custos e eficiências fiscais.

A notícia de dobrar a produção da unidade de Barra do Garças deve estimular a geração de mais empregos na cidade. Hoje, a unidade funciona com 1.200 empregos e tem um abate em torno de 1.500 cabeças por dia. A meta anunciada é chegar duas mil cabeças criando pelo menos mais 300 postos de trabalho na cidade. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.7%
4.7%
20.2%
73.4%