12/04/2020 às 21h53min - Atualizada em 12/04/2020 às 21h53min

Wellington Marcos lamenta jogo sujo de adversários e diz que o momento é de unir Barra do Garças contra a crise do coronavírus

Vice-prefeito de Barra do Garças ressaltou que não entrará no jogo baixo da política e que auxilia na criação de uma força tarefa para ajudar famílias no município

Araguaia Notícia


O vice-prefeito de Barra do Garças, Wellington Marcos, se manifestou neste domingo (12/4) ao ser indagado sobre os ataques principalmente de fake news que estão sendo feitos contra a pré-candidatura dele a prefeito de Barra do Garças.

“O crescimento da nossa pré-candidatura, com o apoio do prefeito Roberto Farias, do governador Mauro Mendes, dos senadores Wellington Fagundes e Jayme Campos, deputados federais, estaduais, secretários, vereadores e lideranças partidárias tem deixado os adversários em total desespero e agora estão me atacando antes mesmo de começar o período de campanha”, explicou Wellington.

Segundo o vice, a reação dos adversários demonstra que a pré-candidatura dele está no caminho certo, pois não se atira pedras em árvores que não dão frutos. Wellington disse que está esperando passar essa pandemia para retornar aos contatos, mas que constatou uma preferencia da comunidade a sua pré-candidatura.

“O momento é de união e de levarmos esperança e fé para superarmos esses tempos difíceis de pandemia, e não para essa política antiga, ultrapassada de ataques, de sujeira e ilações sem nenhuma conexão com a realidade”, frisou.


 
Segundo Wellington, ele pretende não usar do mesmo expediente de jogo sujo (fake news). “Sabemos da responsabilidade que temos como cidadão e vamos continuar olhando no olho de cada barra-garcense, sem truques, sem joguinhos sujo”, completou.
 
Wellington ressaltou a importância de unir as forças nesse momento para passar a crise do coronavírus salvando vidas acima de tudo e está agindo desta forma. Na quinta-feira, o vice-prefeito esteve dirigindo uma reunião do GGIM para tratar das ações do município de Barra do Garças enfrentar a crise do coronavírus.

“A preocupação agora não é eleição. É salvar vidas. Futuramente, poderemos tratar disso, mas sem mentiras, maldades, sem usar meios desonestos, de fake news e sim olhando no rosto de cada um e conversando com o povo”, frisou.
Notícias Relacionadas »
Comentários »