25/12/2019 às 19h35min - Atualizada em 25/12/2019 às 19h35min

Mato Grosso abriu mais de 12 mil novas empresas em 2019

Segmento de serviços foi o que mais cresceu

G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
O segmento que mais cresceu em Mato Grosso em 2019 foi o de Serviços, com a abertura de 7847 novas empresas, das quais 710 são filiais registradas pela Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat). No total, a economia regional ganhou 12.741 novos empreendimentos funcionando no estado entre os meses de janeiro e novembro deste ano.
 
O comércio foi o segundo setor que mais cresceu, com a abertura de 5348 novas empresas, sendo 1015 filiais. Por último, o número de indústrias teve um incremento de 972 novos empreendimentos, com a abertura de 110 filiais. Atualmente há cerca de 161 mil empresas ativas no estado, não inclusa a categoria Microempreendedor Individual (MEI).
 
Boa parte das novas empresas foi aberta a partir do registro automático, implantado na Jucemat em junho de 2019. Por meio da ferramenta tecnológica, é possível abrir uma empresa pela internet, de forma rápida. O tempo médio de análise de um processo digital neste ano foi de 7h, mas se realizada em dias úteis, a empresa pode ser aberta em minutos.


 
Em parceria com o Sebrae-MT, a Jucemat firmou uma cooperação com 21 municípios para integrar dados e tornar o registro de empresas ainda mais fácil ao empreendedor. Com a novidade, o licenciamento municipal é feito de forma automática no processo de abertura de empresas.
 
Os municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Lucas do Rio Verde, Campo Verde, Primavera do Leste, Cáceres, Nova Mutum, Sorriso, Sinop, Alta Floresta, Paranaíta, Guarantã do Norte, Nova Ubiratã, Terra Nova do Norte, Jaciara, Campos de Júlio, Colíder, Campo Novo do Parecis, Diamantino, Canarana passaram a utilizar a ede Nacional para a Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios (Redesimples).
 
A Redesimples é o sistema integrado que permite a abertura, alteração, baixa e legalização de empresas de forma rápida, eficiente e simples, que passou a ser utilizado pelas prefeituras.
Notícias Relacionadas »
Comentários »