19/03/2019 às 18h59min - Atualizada em 19/03/2019 às 18h59min

Palestra sobre novo mercado do Agronegócio atrai acadêmicos de três áreas da Faculdade Cathedral

MICHELE FAIFER / FACULDADE CATHEDRAL
ARAGUAIA NOTÍCIA


Na quinta-feira (14/3), acadêmicos dos cursos de Administração, Agronegócio e Marketing, participaram da palestra “O novo mercado para o agronegócio”, ministrada pela especialista, Rândala Lopes, no auditório da Faculdade Cathedral. Rândala Lopes é graduada em Direito, possui especialização em marketing aplicado ao agronegócio e é proprietária da empresa Rcmais Comunicação e Marketing.

No decorrer da palestra Rândala falou sobre a importância do marketing independente de qual seja segmento de vendas da empresa. Ela abordou também sobre as ferramentas que auxiliam no impulsionamento do marketing para o sucesso da empresa e os métodos que devem ser utilizados para atrair a atenção do cliente.

“Um trabalho de marketing bem executado faz com que o empreendimento saia na frente da concorrência, já que os consumidores percebem que estão sendo beneficiados com o que é oferecido pela empresa, de forma mais eficiente e eficaz do que os concorrentes”, afirma a especialista Rândala Lopes.

No perpassar da palestra os acadêmicos conseguiram identificar as oportunidades e ameaças no setor do agronegócio, as melhores estratégias de marketing aplicadas ao setor e conhecer cases de sucesso. O professor Marcelo Nunes comentou: “além de proporcionar ao acadêmico um enriquecimento sobre o assunto, a palestra ampliou a visão prática, sistêmica e global da evolução do agronegócio na atualidade”.

A acadêmica do 3º semestre do curso de Marketing, Georgya Politowski, destacou: “A palestra foi muito interessante. Gostei bastante de um exemplo sobre um festival em Cuiabá, onde os organizadores omitiram os artistas como estratégia de marketing e deu certo, pois encheu de pessoas, devido a curiosidade. Segundo ela, a melhor maneira de atrair a atenção de alguém para um produto que ela costuma consumir, é através da curiosidade”, finalizou Georgya.
 
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%