07/11/2017 às 18h42min - Atualizada em 07/11/2017 às 18h42min

Servidores alertam para caos em Hospital Municipal e moradores fazem “vaquinha” para compra de soro

Eldorado.fm
A falta de materiais básicos tem preocupado funcionários e pacientes do Hospital Municipal de Santa Terezinha (135 km de Vila Rica). A situação é critica, segundo relatos de alguns servidores falta soro, algodão, copos descartáveis e até medicamentos.

Na noite de domingo, 05 de novembro, uma funcionária do Hospital, preocupada com a situação, usou as redes sociais para pedir doações de soro fisiológico que segundo ela se encontrava em falta na unidade médica. Na postagem ela ainda alerta para que “se caso houver alguma emergência a situação ficará complicada”.

Após o apelo, moradores do município, sensibilizados com a causa, começaram uma “vaquinha” para arrecadar dinheiro para a compra de soro que será doado para o hospital municipal.

“Trabalho lá a um bom tempo e nunca tinha visto uma situação como essa no hospital. Às vezes temos que levar algo de casa pra comer e dar para os pacientes”, disse uma servidora do hospital.

Outra servidora do Hospital Municipal relatou as dificuldades para receber os pagamentos referentes aos plantões. “É muito complicado o pagamento dos plantões, eu mesmo faço os plantões, mas não sei nem quando eu vou receber. A coisa tá feia pra gente como funcionários, a gente vai porque não quer abandonar e nem deixar um plantão descoberto. Nós técnicas fazemos um plantão de 12 horas pelo valor de R$ 75,00 e ainda não sabemos quando vamos receber, está complicada a situação”.

Segundo informações, o transporte de pacientes para outros municípios também está comprometido. Recentemente ouve o caso em que foi solicitada a ambulância do município para realizar a remoção de uma paciente para Confresa e o motorista da ambulância informou que o veículo estava sem combustível. Após a intervenção de um vereador do município, foi conseguido o combustível para o transporte da paciente.

O Secretário de Saúde do Município, Ailton Aparecido, que disse não ter recebido nenhuma comunicação da falta de materiais e medicamentos no hospital, mas comunicou que estaria entrando para uma reunião naquele momento com a Diretora da Unidade para tratar de atrasos de repasses por parte do governo e iria se informar da situação e depois retornaria a ligação. Mas até o fechamento da matéria não recebemos o retorno do Secretário.

Recentemente o prefeito de Santa Terezinha, Euclesio Ferreto, apresentou os valores gastos de janeiro a setembro deste ano no setor de saúde do município. Ele ressaltou que os valores são gastos pela prefeitura para manter serviços essenciais à população.

Conforme a prestação de contas da prefeitura, foram investidos mais de R$ 3,8 milhões durante esses 9 meses. Segundo o prefeito, o montante foi gasto na compra de medicamentos, materiais para laboratório e para o hospital, além de atendimento odontológico, alimentos, manutenção de veículos, produtos de limpeza, passagens e folha salarial dos profissionais da saúde. “Nesse período a prefeitura recebeu apenas R$ 893 mil para manter todos os serviços de saúde no município”, relatou o prefeito.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

2.4%
3.7%
20.1%
73.8%