25/07/2017 às 07h41min - Atualizada em 25/07/2017 às 07h41min

Prefeito dá folga de 15 dias para funcionários curtir a praia e causa polêmica no Araguaia

Francis Amorim / Rdnews
A medida anunciada pelo prefeito de Confresa Ronio Condão de liberar os funcionários da prefeitura de Confresa para curtirem as praias do rio Araguaia causou polêmica na cidade do Norte Araguaia. Isso porque alguns moradores entendem que a prefeitura não pode parar, todavia o prefeito alega que os serviços essenciais serão mantidos com a medida.

Acompanhe reportagem do Francis Amorim sobre o assunto que saiu no site RdNews: 

Os servidores da Prefeitura de Confresa (1.162 km de Cuiabá) ganharam duas semanas de folga para curtir as belezas do Araguaia, que, nesta época do ano, atraem milhares de turistas para as cidades banhadas pelo rio. O prefeito Ronio Condão (PSDB) decretou recesso até o próximo dia 31, liberando a todos para aproveitar as praias da região.

De acordo com o Decreto Nº 096/2017, de 14 de julho, apenas os serviços considerados essenciais, como o Hospital Municipal, Postos de Saúde, Conselho Tutelar, secretarias de Obras e Infraestrutura, Planejamento, Administração, Departamento de Tributos e coleta de lixo vão funcionar. As demais repartições estarão fechadas.

O prefeito justifica que Confresa se localizada em polo turístico de Mato Grosso e destaca a medida como importante para a integração dos municípios no turismo e na cultura, garantindo aos visitantes uma maior hospitalidade durante a temporada de praia no Araguaia, além dos eventos esportivos, religiosos e culturais que acontecem nesta época do ano.

Embora não seja banhada pelo rio Araguaia, Confresa está localizada próxima a São Félix, Luciara e Santa Terezinha, cidades que recebem grande número de turistas nos meses de junho e julho para conhecer as praias que se formam ao longo do rio, onde estruturas são montadas para a recepção do público local e visitantes.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.7%
75.2%