23/02/2017 às 15h22min - Atualizada em 23/02/2017 às 15h22min

Associação entrega 2,5 toneladas de alimentos para índios xavantes

24 Horas News
Uma ação solidária promovida pela Associação Mato-grossense dos Atacadistas (Amad), no último sábado (18.02), levou alimentos, esperança e também um pouco de afeto para indígenas Xavantes moradores da Aldeia Nova Esperança, integrante do complexo de aldeias da reserva São Marcos, região de Barra do Garças (500 km de Cuiabá). Foram distribuídos cerca 2,5 toneladas de alimentos: 1020 kg de arroz, 200 kg de feijão, 200 kg de açúcar, 200 litros óleo de soja, 100 kg de farinha de trigo, 468 litros de leite longa vida, 50 kg de café e 212 kg de frango.

A distribuição do kit de alimentação feito aos indígenas vai ao encontro dos princípios defendidos pela Amad. Como a transparência, dando publicidade à ação, gerando assim credibilidade para a associação. Além da defesa do associativismo, garantindo o compromisso e envolvimento dos associados com os interesses coletivos, em defesa do social. A missão da Amad é integrar as empresas associadas e representá-las junto ao poder Público e a Sociedade, contribuindo para a geração de receitas, empregos e desenvolvimento socioambiental.

O presidente da associação, João Carlos Sborchia, explicou como funciona a política de doações da associação. "Temos uma parceria antiga com o Governo do Estado, porque nós atacadistas entendemos que o dinheiro que ganhamos da sociedade deve ser retornado com políticas de ação social. Não podemos deixar de dar apoio para comunidades tão especiais e necessitadas. Vamos nos organizar para continuar promovendo essas entregas", defendeu o presidente da Amad.

Sheila Sborchia, diretora Social da Amad, ressalta que é preciso, principalmente em períodos de austeridade, colocar-se no lugar do outro, fazendo a integração de agendas, públicas e privadas, para que reforcem a cidadania e a busca pelo bem comum, além da garantia da responsabilidade social. "Estou emocionado em participar deste projeto e iremos nos esforçar para em breve poder repetir essa ação tão necessária", enfatizou. Também estiveram presentes na ação, o diretor executivo da Amad, Marcos Taveira, e o professor Jair Santos, palestrante da Associação.

A entrega foi acompanhada pelo deputado federal Fabio Garcia, o secretário de Estado de Trabalho e Assistência Social, Max Russi; presidente da Câmara de Barra do Garças, vereador Miguelão e do vereador Dr. Neto , também de Barra. "Precisamos criar políticas públicas e ter um olhar diferenciado para comunidade indígena. As comunidades indígenas contribuem negativamente para o índice de IDH de Mato Grosso, atualmente o nosso IDH é o menor da região Centro-Oeste, ficando abaixo do índice do IDH nacional. Sem dúvida, o trabalho nas aldeias indígenas influencia muito nesse índice. Creio que essa oportunidade é única em nossas vidas", frisou o secretário da Setas, Max Russi.

Os indígenas não esconderam a alegria em receber a visita da comitiva e também ter acesso ao alimento doado, que será distribuído aos clãs pelo cacique Cosme. Os visitantes foram recebidos por dezenas de crianças, que ficaram curiosas com a movimentação dos carros e pessoas tão diferentes. Em agradecimento, os anfitriões exibiram a "dapraba" (passo do pé), uma dança Xavante realizada em comemorações especiais.

A ação foi articulada junto a Amad pelo Grupo Cena Onze e o líder Xavante Xisto Tserenhi'ru, morador da aldeia e também diretor da Escola local. Xisto é formado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) e atua como um interlocutor da comunidade, ainda bem primitiva, com o mundo exterior. Na aldeia Nova Esperança vivem cerca de 100 pessoas, com idades de zero a 70 anos.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.9%
4.5%
19.6%
74.0%