24/03/2016 às 15h38min - Atualizada em 24/03/2016 às 15h38min

Cão de MT tem camarim e coleção de óculos

TVCA

TVCA

Marcos Lecoto, como é chamado um cão da raça rotweiller, não passa despercebido quando sai para passear com o dono, Valdemir Bispo dos Santos, de 49 anos, pelas ruas de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá. O cão de dois anos só sai para passear se estiver vestido. Para ficar estiloso, ele tem uma coleção de 20 óculos de sol, terno feito sob medida e fantasias para datas especiais. Marcos já é tão famoso na cidade que ficou conhecido como 'dog model'.


Para manter o estilo, Marcos tem em casa um camarim com todas as roupas guardadas. No closet particular estão a coleção com óculos de sol, os bonés que usam nos dias mais quentes e as fantasias paras as datas importantes. A mais recente é uma peruca colorida, que usou no carnaval. Para a próxima da tá comemorativa, a páscoa, a fantasia já está escolhida: uma máscara de coelho.
Para cada ocasião, adotaestilo diferente de roupas. As bermudas e as camisetas são usadas por Marcos nos dias mais quentes. Em eventos sociais e mais requintados, ele usa um terno feito sob medida para ele. Já acomodada no armário estão as fantasias de cão noel, rei momo e caipira para festas juninas.


A brincadeira de vestir o animal começou há algum tempo. Valdemiro conta que sempre teve o sonho de ser cantor de funk. Como não pode realizar o sonho, transformou o cachorro em um funkeiro. “Um dia eu sai na rua e fui comprar um óculos para mim. Pensei em comprar um para ele também. Desde então, nunca parei de comprar as coisas para ele”, disse.


O nome também tem um motivo específico. Segundo Valdemir, os cachorros da raça de Marcos demoram a abrir o olho quando filhotes. “Eles ficam parecendo japoneses. No começo o nome dele era para ser Yuri Nakamoto, mas insistiram tanto em Marcos que eu deixei”, disse. Com o nome trocado, Valdemir se sentiu na obrigação de mudar também o sobrenome.


Valdemir já chegou a ter 30 cachorros em sua casa. Hoje, só tem três, mas só veste Marcos. As roupas do cachorro são comprados nos tamanhos infantis. Algumas precisam ser feitas sob medida. Para isso, a costureira tem que tirar as medidas.
A festa de peão da cidade está próxima. Por isso, a próxima fantasia é de caubói. Para essa ocasião, Valdemir está preparando uma roupa igual para os dois. “Nós vamos sair iguais, com a mesma roupa”, disse. Ele diz que não faz um cálculo de quanto gasta, já que o animal é como um filho. “Se eu for contar, eu paro de comprar as coisas. E faço por que gosto”, afirmou.


Quem vê o cachorro na rua fica impressionado com as roupas e com o comportamento do animal. “É diferente e engraçado, porque ele deixa vestir a roupa e fica quietinho”, comentou a copeira Elenice Salete. Já o o administrador Roberto Tadeu Leite, compara o animal a uma dupla sertaneja. “Parece até o cachorro do Milionário e José Rico”, disse.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Estamos reformulando o site Araguaia Notícia. O que você achou?

45.0%
22.0%
33.0%
Moeda Valor
Dólar 3.2124
Euro 3.4392
Peso Argentino 0.202
Bitcoin 3085