24/10/2015 às 11h39min - Atualizada em 24/10/2015 às 11h39min

Padrasto é solto mesmo acusado de abusar de enteada de 9 anos

Ronaldo Couto
Reprodução

A polícia aguarda provas mais contundentes para pedir a prisão de um padrasto de 32 anos que supostamente abusou de uma menina de 9 anos na cidade de Ribeirãozinho. O caso foi descoberto pelo Conselho Tutelar daquela cidade, semana passada, porém o acusado estaria fora do flagrante e por isso foi solto mesmo depois de ser ouvido na delegacia de Barra do Garças. 

Segundo informações, o padrasto teria feito sexo oral com a criança de 9 anos ao ponto de ter infeccionado a garganta da criança que estava sem comer e o abuso teria acontecido quando a mãe estava ganhando neném no hospital.

O delegado de plantão Joaquim Leitão explicou que aguarda os exames e tão logo fique constatado o crime, irá pedir ao Ministério Público e ao Poder Judiciário a prisão do padrasto.

Vale ressaltar que essa família é de Caiapônia e se mudou há três meses para Ribeirãozinho e que conselho tutelar de Caiapônia só teria alertado agora sobre uma suspeita de que o padrasto estaria abusando da menina inclusive o avô estaria tentando obter a guarda da garota.

A mãe da menina está resguardo e tem quatro filhos menores com o padrasto denunciado. Agradecimentos: Luiz Silva / Repórter do Olhão da Rádio Aruanã.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.5%
16.9%
77.3%