23/10/2015 às 14h49min - Atualizada em 23/10/2015 às 14h49min

Garimpeiros esperam legalização da extração de ouro

Gazeta Digital
Reprodução

Garimpeiros que trabalham na extração ilegal de ouro na Serra da Borda, a 18 km do município de Pontes e Lacerda, têm esperança de que o local seja legalizado. A aquisição da licença para extração do minério tem o apoio do prefeito da cidade, Donizete Barbosa do Nascimento, parlamentares e população.

O assessor de comunicação da prefeitura, Sandro Rodrigues, conta que na tarde desta quarta-feira (21), prefeito e vereadores participaram de uma reunião com os garimpeiros. Diante de quase 3 mil pessoas reunidas no pátio de um posto de combustível, na saída da cidade, o gestor local tentou sensibilizar o grupo para uma retirada pacífica. "O prefeito pediu para que eles atendessem a ordem judicial, que tem que ser cumprida".

Sandro afirma que os ocupantes da área sinalizam para uma saída tranquila, mas esperam retomar a atividade."Os garimpeiros estão na expectativa de que a área possa ser legalizada para garimpar".

O prefeito Donizete já trabalha para que o garimpo seja legalizado. Ele esteve em Brasília reunido com o secretário de Geologia do Ministério de Minas e Energia (MME), Carlos Nogueira, senador Wellington Fagundes e deputado Federal Valtenir Pereira para debater o assunto. Entre as possibilidades, está a concessão da atividade para uma cooperativa e a licença para extração do ouro.

Retirada
Uma equipe da Polícia Federal chegou em Pontes e Lacerda na tarde desta quarta-feira (22). Coordenado pelo chefe da delegacia do órgão, em Cáceres, Jesse Janes Rodrigues Freires, o grupo faz um levantamento da situação no local, conforme informou a assessoria da PF. A saída é organizada pelo delegado da PF, em Cáceres, Ronald da Silva de Miranda.

Levantamento da Polícia Militar constatou que o garimpo ocupa 4 mil hectares onde estão aglomerados adultos, crianças e idosos. Ainda não há data para a saída das pessoas.

Apoio
O deputado federal Ezequiel Fonseca (PP-MT), durante reunião em Cuiabá na última sexta-feira (16), afirmou que o superintendente do Departamento de Ministério de Minas e Energia (DNPM), em Mato Grosso, Marcio Correia de Amorim, declarou que o processo de legalização da extração do ouro em Lacerda deve durar pouco mais de 60 dias.

"Atualmente a área está requerida por empresas de mineração; estamos buscando uma solução, recentemente iniciamos um estudo para dar legalidade ao garimpo, permitindo a extração no local por trabalhadores, inseridos em cooperativas", disse o superintendente.

Para Ezequiel Fonseca, a legalização da atividade vai trazer resultados positivos para a economia do município.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.7%
16.8%
77.2%