21/10/2015 às 13h17min - Atualizada em 21/10/2015 às 13h17min

Mesmo liberado, garoto de 13 anos escolhe' ficar em delegacia e demonstra frieza por morte de casal

Olhar Direto
Reprodução/Montagem

O adolescente W.A.S., 13 anos, que confessou ter participado da morte do casal Claudemilson Ferreira, de 41 anos e Alessandra Sheffer, 23 anos, em Juara (664 km de Cuiabá) foi liberado para ir para casa por conta de falta de vagas em uma instituição apropriada, mas com medo de morrer, preferiu ficar ‘hospedado’ no alojamento da polícia até que fosse conseguida uma vaga no Centro Sócio Educativo Pomeri. Ao delegado, ele demonstrou frieza quando contou os detalhes do latrocínio.

“O prazo máximo para ele permanecer aqui era até domingo (18), mas não conseguiram uma vaga para ele. Sendo assim, ele acabou liberado. Mas ele ficou com medo de sair e ser linchado, de morrer. Ele decidiu ficar aqui alojamento até que o juiz conseguiu transferi-lo para o Pomeri, em Cuiabá. A cidade é muito pequena, todos se conhecem, esse deve ter sido o motivo para ele não querer ir para casa”, explicou o delegado de Polícia Civil de Juara, Carlos Henrique Engelman.

Durante o depoimento, o jovem confessou que participou do latrocínio: “Ele demonstrou uma frieza muito grande. Depois de mataram o casal, eles jogaram os corpos em uma valeta e fugiram. Ficaram tranquilos, não se preocuparam com a vida alheia”, comentou o delegado. Uma mulher de 19 anos é apontada como a ‘mentora’ do latrocínio. Outro jovem também ajudou no crime.

O caso

Conforme o depoimento do garoto de 13 anos, o trio invadiu a casa de Claudemilson. Armados com revólver, eles renderam o casal, amarrando-os com as mãos para trás. Ainda colocaram ‘capuz’ na cabeça de ambos, antes de efetuarem os disparos. Depois, colocaram os corpos na S10 e jogaram em uma vala, a cerca de dez quilômetros de Juara.

Os menores infratores fugiram levando a caminhonete para Sinop, onde uma quarta pessoa – ainda a ser identificada – aguardaria para pegar o veículo. Contudo, o adolescente que estava dirigindo perdeu o controle da direção na MT-220 e capotou a pick-up. O trio ainda conseguiu pegar carona e chegar a Sinop. Como um deles teve ferimentos, foi levado ao hospital. A polícia foi avisada desse menor de idade ferido e conseguiu efetuar a apreensão dele.

Conforme informações da Polícia Militar, os menores de idade já possuem diversos registros policiais por crimes como roubo à mão armada e furto. A Polícia Civil daquele município já havia pedido na Justiça a internação de pelo menos um deles, mas o pleito fora negado na ocasião.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.7%
16.8%
77.2%