16/10/2015 às 14h36min - Atualizada em 16/10/2015 às 14h36min

Polícias Civil e Militar prendem autor de roubo em clínica

Assessoria/PJC-MT
Assessoria / PJC-MT

Um dos autores de um roubo em uma clínica médica no bairro Jardim Cuiabá foi preso, na manhã desta sexta-feira (16.10), em uma ação conjunta da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) da Polícia Judiciária Civil e 1º Batalhão da Polícia Militar (1º BPM). O acusado, Glecio José Figueiredo Silva é considerado de alta periculosidade e já foi condenado por um latrocínio que vitimou um policial civil aposentado, em 2014.

O roubo aconteceu no dia 26 de agosto, por volta das 15 horas, na Clínica Vital Clin, no bairro Jardim Cuiabá. Quando o suspeito e um comparsa armados invadiram o local, havia cerca de 25 pessoas, entre médicos, funcionários e pacientes, sendo todos rendidos e ameaçados pelos criminosos. Na ação, foram roubados aparelhos celulares, dinheiro, joias e vários pertences das vítimas.

Segundo a delegada Elaine Fernandes da Silva, na ocasião, o suspeito chegou a clínica usando jaleco e óculos e em seguida anunciou o roubo. “As vítimas contaram que no assalto, ele era o mais agressivo e durante todo o tempo apontava a arma de fogo, ameaçando atirar e ordenando que mostrasse o cofre”, disse a delegada.

Assim que foram acionadas do roubo, as equipes do Núcleo de Inteligência da Derf e Agência de Inteligência do 1º BPM conseguiram identificar o suspeito, que teve o pedido de mandado de prisão representado pela delegada Elaine Fernandes da Silva.

Após a prisão do suspeito, as vítimas compareceram na Derf, onde reconheceram com absoluta convicção o suspeito como um dos autores do roubo.

De acordo com a delegada, o acusado é um criminoso costumaz e de altíssima periculosidade.

Ele foi condenado ao cumprimento de 20 anos de reclusão pela prática de latrocínio, que teve como vítima o policial civil aposentado, Benedito José da Costa Ribeiro, no dia 27 de maio de 2014. Glecio planejou e executou o crime, na modalidade “saidinha de banco”, no centro de Várzea Grande.

O policial aposentado havia acabado de sacar R$ 5 mil, quando foi rendido pelo suspeito e seus comparsas. Os criminosos efetuaram vários disparos contra o policial que não resistiu ao ferimento e morreu no local.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.8%
16.7%
77.2%