05/10/2015 às 17h59min - Atualizada em 05/10/2015 às 17h59min

Grupo é preso por recrutar mulheres para prostituição em MT

Assessoria/PJC-MT
Agência da Noticia com Só Notícias

 A Polícia Civil prendeu quatro pessoas (3 homens e uma mulher) por comandar esquema de recrutamento de mulheres de baixa renda, moradoras em Cuiabá e Piranhas (Goiás) para encontros sexuais que variavam de R$ 150 a R$ 200, ficando os investigados com R$ 30 ou R$ 50, por indicação do programa.

As jovens recrutadas normalmente estavam enfrentando problemas financeiros, e mediante promessa de ganho fácil de dinheiro entravam na prostituição. A operação “Boneca de Pano II” foi na quinta-feira passada em Barra do Garças (509 km a Leste) e o balanço foi divulgado há pouco.

Os 4 responderão por exploração sexual de criança e adolescente. As ordens de prisão foram expedidas pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Barra. As investigações conduzidas pela 1ª Delegacia de Polícia iniciaram em julho de 2014, com objetivo de desarticular pessoas envolvidas na prática ilegal de exploração sexual de mulheres e adolescentes.

A Polícia Civil descobriu que as mulheres eram recrutadas e os acusados alugavam quitinetes para que elas esperassem até serem acionadas para relações sexuais com clientes. Ele ficava nas imediações do estacionamento da arena do Porto do Baé e ali negociava os programas sexuais com os homens e depois de estabelecido o valor, ligava para as garotas que se encontravam com os clientes. A mulher presa ficava nos bares no Porto do Baé também angariando clientes para programas amorosos.

Ela agenciava outras garotas e usava um bar para fomentar a atividade ilegal. As investigações continuam, informa a assessoria da Polícia Civil.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.5%
16.9%
77.3%