03/10/2015 às 17h29min - Atualizada em 03/10/2015 às 17h29min

Namorado que matou estudante de direito é ouvido

Assessoria/PJC-MT

O namorado acusado de matar a estudante de direito, Isabella Cazado, foi ouvido nesta sexta-feira (02.10), na Delegacia de São José do Rio Claro (315 km a Médio-Norte). O acusado, Roni Santos, 23, se apresentou a Polícia acompanhado de advogados, na quinta-feira (01.10), quando teve o mandado de prisão preventiva cumprido.

Em interrogatório conduzido pelo delegado Nilton André Farias de Oliveira, Roni se emocionou, mas permaneceu no direito de ficar calado.

Durante a oitiva, o delegado apresentou uma foto da jovem para o acusado, que começou a chorar e demonstrou arrependimento da ação.“Ao ver a foto da Isabella, ele se emocionou bastante e disse que a ama. Durante todo interrogatório, ele chorou muito, mas preferiu ficar calado e só falar em juízo”, disse o delegado.

Segundo o delegado, o único momento em que Roni mudou a feição foi quando foi questionado se havia se entregado porque queria pagar pelo crime, ou porque já estava ficando sem dinheiro para continuar fugindo e estava sentindo a pressão da Polícia. “Nesse momento, ele ficou estático, parecendo que estar analisando a pergunta”, concluiu.

Roni permanece preso por força do mandado de prisão preventiva e deve aguardar futuras decisões da Justiça.

O crime


O crime aconteceu no dia 31 de maio, após o casal sair de uma lanchonete, em São José do Rio Claro. A jovem estava dentro do veículo com o namorado, quando durante uma discussão foi atingida por disparos, um no peito e outro na cabeça.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.7%
16.8%
77.2%