25/09/2015 às 00h17min - Atualizada em 25/09/2015 às 00h17min

TRE arquiva denúncia sobre compra de votos em General Carneiro

TRE - MT
RDNews

O juiz-membro do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), Paulo Sodré, determinou o arquivamento do inquérito instalado para apurar a denúncia do cacique de uma aldeia, sobre a suposta tentativa de compra de votos pela prefeita de General Carneiro, Magali Amorim Vilela de Moares (PSD), no pleito de 2012. Ele seguiu o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral que considerou não existirem indícios suficientes para investigação.

O magistrado também considerou que ouvidos o cacique e também outras duas testemunhas, a própria Polícia Federal “concluiu pela ausência de materialidade do crime notificado”, reforçando para a decisão de arquivamento, que “não constam dos autos elementos indiciários mínimos capazes de revelar que o denunciado tenha efetivamente ocorrido”.

Conforme os autos, o cacique relatou à procuradoria da República em Barra do Garças, que a prefeita, buscando reeleição, teria lhe ofertado 5 cabeças de gado, em troca de votos da população indígena residente na aldeia, por meio do cônjuge Nivaldo Vilela. Os números do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam que Magali foi eleita com 1.096 votos em 2012, cerca de 36,94% do total.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.7%
75.2%