17/09/2015 às 19h47min - Atualizada em 17/09/2015 às 19h47min

Ex-governador Silval chega na Defaz e começa a depor

RDNEWS
Reprodução

O ex-governador Silval Barbosa se encontra no Fórum de Cuiabá, onde se entrega à Justiça. Até agora era tido como foragido. Ele teve prisão decretada nesta terça (15), que deveria ter sido efetuada quando iria depor na CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal, na Assembleia.

O peemedebista, contudo, não apareceu no Legislativo e também não estava em casa. Nos bastidores, a informação é de que Silval teria enganado a inteligência da polícia.

Informações extra-oficiais dão conta que o desembargador Alberto Ferreira de Souza acaba de negar o pedido de liberdade feito pela defesa do ex-governador foragido Silval Barbosa (PMDB). Segundo fontes do Rdnews, o despacho foi assinado há poucos minutos pelo magistrado e deve ser publicado a qualquer momento. Oficialmente, o TJ diz que ainda não há decisão e que o caso é complexo.

Investigação

O ex-governador é investigado devido a suposta participação em pedidos de propina a empresas que almejavam receber incentivos fiscais, junto com os ex-secretários de Fazenda e da Casa Civil, Marcel de Cursi e Pedro Nadaf, respectivamente, que estão presos no Centro de Custódia de Cuiabá.
Além das detenções, oito pessoas foram ouvidas, a maioria ligada a Nadaf. Investigações da polícia revelaram que o empresário João Batista Rosa, presidente da Tractor Pars, teria feito uma delação premiada, na qual informou que pagou propina de R$ 2,6 milhões para Nadaf, a fim de obter benefício de incentivo fiscal. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.7%
75.3%