16/09/2015 às 17h25min - Atualizada em 16/09/2015 às 17h25min

Advogado nega participação de ex-prefeito em grupo criminoso

Agência da Notícia com Leandro Kervalt
Reprodução

O advogado Marcos Fullin negou veementemente que o ex-prefeito de Ribeirão Cascalheira, Adário Carneiro Filho, assassinado na última semana, tenha participado de um grupo criminoso, conforme apontou investigação realizada pelo Gaeco na região do Araguaia.

Segundo o jurista, na conclusão do inquérito Adário não teria sido indiciado no caso que investigou grilagens de terras na região, processo que ainda está em tramitação. E ressaltou que de sua parte, desconhece os motivos do assassinato do ex-prefeito, que foi surpreendido quando estacionou sua camionete próxima ao Fórum da cidade que governou, sendo atingido por vários disparos de arma de fogo, por um homem que se aproximou de moto.

Adário estava conversando com um morador e tentou escapar dos disparos, mas não conseguiu. A polícia ainda investiga as motivações do crime, e entre as opções estão crime político e até mesmo disputa de terras, apesar da negativa do advogado.

O corpo do ex-prefeito foi enterrado com forte comoção, cerimonia acompanhada por centenas de pessoas.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.4%
17.7%
75.2%