25/07/2015 às 13h11min - Atualizada em 25/07/2015 às 13h11min

Tráfico de drogas era comandado por bandido de dentro da prisão

Adilson Rosa / Midia News
Bruno Cidade/MidiaNews

A prisão de quatro pessoas, nas primeiras horas da madrugada deste sábado (25), em Várzea Grande, levou a Polícia Militar a desarticular um esquema de tráfico de drogas.

Os quatro suspeitos, cujos nomes não foram divulgados, eram comandados por um traficante conhecido como “Japão”, atualmente, recolhido a uma das celas da Penitenciária Central do Estado, no bairro Pascoal Ramos, em Cuiabá.

Segundo as informações, com um telefone celular, o bandido comandava o tráfico: determinava quem deveria ser os “boqueiros” (que vendem drogas em bocas de fumo) e estabelecia os dias para o recolhimento do dinheiro das drogas.

Foram presos em flagrante dois homens e duas mulheres, sendo que uma delas é parente do traficante preso na PCE.

As prisões ocorreram após a meia-noite, na Rua Ary Leite de Campos, no bairro Santa Isabel.

Conforme os PMs, durante uma ronda de rotina, eles abordaram um homem que estava em atitude considerada suspeita, próximo ao miniestádio do bairro.

Durante a abordagem, o celular tocou e, ao atender no viva-voz, o homem foi avisado por uma voz de mulher que, em alguns minutos, ela passaria para recolher o dinheiro da venda de drogas.

O suspeito marcou o local e logo apareceu a mulher, num Celta vermelho, e foi presa em flagrante pelos PMs.

Uma vistoria no veículo apontou seis trouxas grandes de pasta-base de cocaína.

Durante a abordagem da mulher, o celular tocou e, segundo a PM, do outro lado da linha estava “Japão”, ordenando que a mulher fosse na casa de outra traficante recolher dinheiro.

“Fomos na casa da mulher indicada pelo Japão e lá encontramos um pedaço de tablete de maconha, produtos químicos usados para 'batizar' cocaína e duas balanças de precisão”, informou um dos militares da guarnição.

Na casa, havia duas pessoas manipulando o entorpecente e foram detidas pela PM.

Os quatro foram levados para a Central de Flagrantes e autuados por tráfico e associação ao tráfico. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.2%
4.5%
17.2%
77.0%