19/02/2012 às 14h40min - Atualizada em 19/02/2012 às 14h40min

Mesmo com vitória, Barra sai devendo de campo

Olhar Direto
Ronaldo Couto

O futebol de Mato Grosso continua sendo deficitário para a maioria dos clubes. Que o diga o Barra do Garças Futebol Clube, que derrotou quarta-feira (15) o Atlético de Campo Verde por 3 a 0, no estádio Zeca Costa, mas saiu com um saldo devedor de R$ 137,52 ao final da partida.

Com um público de 546 pagantes e 180 não-pagantes e uma renda de R$ 5.290,00, a diretoria do Galo viu a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) levar mais de 980% do valor para cobrir as despesas com arbitragem e taxas no valor de 4.497,52.

Sobrou para o time recursos líquidos de R$ 792,48, valor este que foi insuficiente para custear a despesa operacional de 930,00 da partida com gandula, segurança, bilheteria, maqueiro e gelo, sobrando para o clube uma dívida de 137,52. Veja abaixo a prestação de contas inclusive a despesa do jogo escritaa mão.

Em campo o time está se recuperando e ocupa hoje a quinta colocação com 10 pontos, porém fora continua enfrentando dificuldades financeiras. O Galo acumula uma dívida de R$ 30 mil das viagens feitas a Lucas do Rio Verde, Cuiabá e Rondonópolis, em gastos com hospedagem e translado.

Para manter o time focado no campeonato, a diretoria continua correndo atrás de patrocínios e lançou uma rifa de uma moto com bilhetes ao custo de 200,00 e pediu quarta-feira (15) uma ajuda de R$ 50 mil ao deputado estadual Baiano Filho (PMDB) idêntica à contribuição dada pelo ex-deputado Adalto de Freitas e o suplente de deputado federal Eduardo Moura.

A prefeitura de Barra do Garças está contribuindo com R$ 100 mil e existe uma promessa de liberar mais R$ 70 mil no decorrer do campeonato.

Em virtude da situação financeira deficitária, o Barra quase desistiu do campeonato este ano. O próximo jogo da equipe será quarta-feira (22) contra o Vila Aurora, no Zeca Costa, com expectativa de um público maior para diminuir os prejuízos da equipe. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »