20/07/2015 às 15h29min - Atualizada em 20/07/2015 às 15h29min

Acusado de matar jogador em MT se entrega a polícia de Barra

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia

O acusado Matheus Oliveira de Almeida, 18 anos, acaba de se entregar a polícia de Barra do Garças, no leste de Mato Grosso, na tarde de segunda-feira (20/07). Ele é o principal suspeito de ter matado a facadas no dia 05/04 o jogador de futebol Jeferson Oliveira da Silva, 25 anos, o Jefinho. O crime aconteceu por causa de uma rixa na saída de uma boate no município barra-garcense.

Matheus estava foragido da justiça desde o dia 07/04 quando chegou a se apresentar na delegacia e permaneceu calado diante do delegado. Na época, a polícia ainda não tinha um mandado de prisão contra o acusado e Matheus foi para casa.

Um vídeo gravado por populares, ajudou a polícia a identificar a autoria do crime, onde aparece Matheus embolado com o jogador durante uma briga em que teria o acusado desferido golpes de faca contra o Jefinho.

Matheus somente se apresentou a polícia, após um acordo em que o pai dele pediu aos delegados que não chamassem a imprensa durante a apresentação do acusado. Todavia, a mídia descobriu e está neste momento na porta da delegacia regional acompanhando a apresentação de Matheus.

O caso Jefinho foi um dos que mais repercutiu nos últimos anos em Barra do Garças. Parentes e amigos do jogador tentaram invadir a delegacia no dia 07/04 revoltados com o fato de que ele não ficou preso por não ter o mandado de prisão.

Matheus e Jefinho se desentenderam durante uma festa na boate Saloon e na saída Matheus e amigos foram prá cima do jogador que levou cinco facadas e uma pedrada na cabeça. Acusado de participar deste crime Fagner Wender Martins, o Popó, já está preso.

Jefinho foi um dos talentos que surgiram nos últimos anos no futebol barra-garcense. Ele jogou no Barra em 2013 e no ano passado atuou pelo Araguaia e em 2015 jogou pelo Cacerense no Campeonato Mato-grosense. Ele estava de férias em Barra do Garças com a família quando amigos o convidaram para ir na boate.

Jefinho com 25 anos já falava em parar de jogar e pretendia iniciar uma faculdade, diz a mãe do jogador dona Marli.

Mais detalhes em instantes no Araguaia Notícia.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%