16/07/2015 às 13h40min - Atualizada em 16/07/2015 às 13h40min

Construção e manutenção de aceiros são medidas preventivas contra incêndios

Agência da Notícia
Reprodução

A partir do dia 15 de julho até o dia 15 de setembro as queimadas estão proibidas em Mato Grosso. A restrição é determinada pelo governo do Estado e tem o objetivo de evitar incêndios de grandes proporções na zona rural. Entretanto, devido ao forte calor e à baixa umidade relativa do ar, predominantes neste período, é necessário que os produtores rurais adotem medidas preventivas para que, em caso de incidentes, o fogo não se alastre pela propriedade.

Dentre as medidas de prevenção, a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) destaca a construção e manutenção de aceiros que são uma faixa livre de vegetação, onde o solo fica descoberto. Os aceiros podem ser naturais ou construídos. Cabe ao produtor fazer a manutenção anual dos aceiros naturais que podem ser estradas ou cursos d’água. Há também os que são artificiais, principalmente nas proximidades de reservas legais e de áreas de pastagem.

Na fazenda Piraguaçu, em Porto Alegre do Norte, a manutenção dos aceiros já existentes e a construção dos novos começou há quinze dias. O gerente de Lavoura da propriedade, Marcos Rogério de Oliveira, conta que essa técnica é adotada há muitos anos. “Nossa propriedade é grande e faz divisa com rios. Adotamos a técnica justamente para evitar que o fogo vindo de fora não nos atinja. Todos os anos abrimos uma faixa com cerca de 60 metros de largura ao redor de toda a propriedade”, diz Oliveira.

A analista de Meio Ambiente da Famato, Lucélia Avi, explica que a largura das faixas depende do tipo de material combustível, da localização em relação à configuração do terreno e das condições meteorológicas esperadas na época de ocorrência de incêndios. Ela lembra a importância da manutenção dos aceiros. "Os aceiros só são eficientes quando existe uma manutenção. Eles devem ficar limpos e trafegáveis principalmente durante a área de maior perigo de incêndios", destaca.

Queimada x Incêndio – A queimada é uma prática agrossilvipastoril antiga que utiliza fogo de forma controlada para viabilizar a agricultura ou renovar as pastagens, sendo uma técnica utilizada pelos índios, quilombolas e na agricultura familiar e empresarial. Em Mato Grosso ela é autorizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). Somente neste período, de 15 de julho a 15 de setembro, ela é proibida para evitar os incêndios florestais. Quando a queimada foge de controle e incide sobre qualquer forma de vegetação de uma propriedade é considerado incêndio. Existem muitos casos em que o incêndio surge por causas naturais, como raios, ou pelo lançamento de fósforos e bitucas de cigarros acesas.

A Famato representa os 88 Sindicatos Rurais de Mato Grosso. Junto com o Imea e o Senar-MT, forma o Sistema Famato. Acompanhe nossas redes sociais: www.facebook.com/sistemafamato e @sistemafamato.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.7%
16.8%
77.2%