17/02/2012 às 13h18min - Atualizada em 17/02/2012 às 13h18min

Cão rottweiler suspeito de comer feto é devolvido para dono após multa

Olhar Direto
Reprodução

O cão rottweiler acusado de atacar uma grávida e comer um feto de cinco meses foi devolvido ao proprietário na tarde de quarta-feira (15), em Aragarças (GO). O dono do cachorro pagou uma multa pelo fato de deixar o cão à solta perambulando pela cidade.

Com relação à gestante G.S.S.G, 16 anos, que alega ter sido atacada pelo animal e em decorrência disso ter sofrido um aborto espontâneo será submetida a mais exames, segundo informação da Polícia Civil.

A delegada Azuen Albarello aguarda o laudo médico do Instituto Médico Legal (IML) com objetivo de esclarecer como ocorreu o aborto sofrido por essa jovem. A polícia quer saber o horário correto do fato e detalhes para confirmar se houve ou não o ataque do cão meniconado pela garota.

A jovem continua afirmando que foi atacada pelo cão que lhe causou o aborto do feto de cinco meses e que acredita que o feto tenha sido devorado pelo rottweiler. O animal estava recolhido à fiscalização da prefeitura e corria o risco de ser sacrificado se o proprietário não aparecesse.

Várias pessoas com pena do anil iniciaram uma campanha de adoção para evitar o sacrificio. A jovem espera que os exames sejam feitos logo para que o episódio seja esclarecido de uma vez por todas.

Ela conta o rottweiler apareceu no quintal; ao ver o animal, ela teria se espantado e sofrido um desmaio e na sequencia o aborto. Ao voltar a si, a menor alega estava ensangüentada e que havia manchas de sangue espalhadas pela casa.

Ela e o esposo, Leandro da Silva, 19 anos, procuraram à polícia denunciando o fato. A jovem foi encaminhada ao hospital onde foi confirmada a inexistência de feto. Ela foi submetida à curetagem.

Leia:

Grávida atacada por rottweiler sofre aborto e crê que cão devorou feto


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%