08/07/2015 às 11h36min - Atualizada em 08/07/2015 às 11h36min

Dois homens são presos pela Sema por desmatamento ilegal no Araguaia

Agência da Notícia
Reprodução/Ilustrativa

Dois homens foram presos e autuados em flagrante por desmatamento de 350 hectares em Área de Preservação Permanente (APP) em Campinápolis. Esta ação integra uma operação de monitoramento da área pela Superintendência de Fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), em parceria com o Batalhão de Polícia Militar Ambiental, para antecipar a audiência pública que será realizada em São Félix do Araguaia, no próximo dia 14. Esta é a terceira de quatro audiências que tem como objetivo reduzir o desmatamento ilegal e as queimadas em Mato Grosso.

O superintendente de Fiscalização da Sema, major da PM Fagner Augusto do Nascimento, explica que essa operação se iniciou na segunda-feira (06), data em que aconteceram as prisões do operador de máquina e do proprietário, mas que teve vários desdobramentos nesta terça (07). O flagrante foi possível em razão do acompanhamento via satélite da região. A área compreende dois córregos e uma encosta com inclinação maior que 45°, a maioria no cerrado e uma parte dela em uma floresta estacional, que significa uma mancha de floresta. “Eles foram autuados e conduzidos à delegacia, mas pagaram fiança e já foram liberados.”

Também houve a apreensão de quatro tratores no local da constatação do crime ambiental, um deles não pode ser retirado por estar em manutenção e os outros três foram levados para a Prefeitura Municipal de Campinápolis. A multa varia de R$ 1 mil a R$ 50 mil por hectare, neste caso, vai depender da quantificação da APP danificada, processo que será finalizado com auxílio das ferramentas de geotecnologia da Sema.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.7%
16.8%
77.2%