07/07/2015 às 22h44min - Atualizada em 07/07/2015 às 22h44min

Jovem, que se acidentou em perseguição policial, morre após 55 dias na UTI

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia Yandro ficou 55 dias internado na UTI de Sinop

Faleceu na terça-feira (07/07) em Sinop, no norte de Mato Grosso, o jovem Yandro Barbosa de Morais, 19 anos. Ele estava internado há cinqüenta e cinco dias numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI) daquele município por causa de um politraumatismo causado numa queda de moto durante perseguição policial em Barra do Garças, fato ocorrido dia 11 de maio.

O quadro clínico de Yandro oscilou várias vezes entre melhoras e pioras nos últimos dias e a família dele, que é de Barra, optou em levá-lo para Sinop onde tem mais parentes para ajudar no tratamento. Só que o adolescente não resistiu aos ferimentos e faleceu por volta das 20 horas de terça.

Sobre o acidente, a família defende a tese que o adolescente foi atropelado pela viatura da Força Tática durante a perseguição. Todavia, o comandante do 2º BPM (na época) tenente-coronel Paulo Costa explicou que os policiais teriam agido dentro da legalidade ao avistarem Yandro em atitude suspeita e pediram para ele parar, mas o jovem não obedeceu dando início a perseguição.

O adolescente correu da polícia porque pilotava uma moto com documentação atrasada e durante a fuga teria dispensado algo que a polícia acredita que teria sido uma porção de droga.

Num determinado ponto da perseguição, no bairro Nova Barra, Yandro caiu e segundo Paulo Costa, o motorista da viatura para não passar em cila do adolescente teria jogado o veículo para calçada inclusive estourou os pneus da frente da viatura.

“Nós discordamos da versão policial e queremos apuração deste caso por parte da Polícia Civil”, pondera o tio de Yandro, o corretor de carros Didi. "Sim, a família enlutada pede por justiça pelo que ocorreu com meu primo. Ele será velado na caso do avô Angêlo, no bairro São José", diz a prima de Yandro, Edna Jeany Barbosa, bastante revoltada com essa situação.  

A família alega que Yandro correu com medo da polícia. Paulo Costa lamentou o fato do jovem ter corrido da polícia.

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.2%
4.4%
17.2%
77.1%