15/02/2012 às 16h01min - Atualizada em 15/02/2012 às 16h01min

Garoto agredido por mãe usuária de drogas apela por tratamento

Olhar Direto
O Inquisidor

Um garoto, que foi agredido pela própria mãe usuária de drogas, fez um apelo comovente pedindo que ela fosse internada, em vez de ser presa. O menor M.S.A., 12 anos, ligou sábado (11) para a polícia pedindo ajuda porque fora posto para fora de casa pela mãe que estava usando entorpecente.

Policiais militares (PMs) foram até o bairro Nova Barra Sul e encontraram o garoto na porta da casa exibindo uma latinha de cerveja furada usada pela mãe para consumir entorpecente. Dentro da residência, estava a mãe do garoto, L.S. de 26 anos, com outros dois filhos, que admitiu ser usuária.

O menor contou que é agredido toda vez que a mãe usa entorpecente e que, desta vez, decidiu chamar a polícia. “Eu não quero que prendam ela, mas ajudem minha mãe a se tratar”, disse ele, em uma declaração que comoveu aos policiais.

O caso foi encaminhado para o conselho tutelar e para a promotoria da Infância e Juventude acompanharem. O consumo de drogas aflige várias famílias em Barra do Garças, sem distinção de credo, cor ou condição financeira.

Recentemente foi aberta a Casa Madalena para recuperação de mulheres, com trinta vagas, sob a responsabilidade da igreja Assembléia de Deus. Todavia, este número de vagas é considerado insuficiente diante dos inúmeros pedidos de internação. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.9%
23.7%
1.3%