07/02/2012 às 14h33min - Atualizada em 07/02/2012 às 14h33min

Polícia investiga farsa em assalto e sequestro a banco em MT

Olhar Direto
Agência da Noticia

O delegado de São Felix do Araguaia, Wiliney Santana Borges, não descarta a hipótese de ter havido uma farsa durante assalto ao Banco Bradesco daquela cidade, em que a família do gerente teria sido sequestrada. Um dos motivos que intriga a polícia foi a demora do gerente em comunicar o crime, cujo pagamento do resgate ocorreu de manhã, ao passo que a polícia foi informada do fato somente a tarde.

O delegado Wiliney aguarda mais alguns depoimentos e laudos para avaliar se houve ou não assalto mediante e sequestro. Foram levados R$ 90 mil da agência. O gerente informou à polícia que a família foi feita refém na terça-feira (31) por dois elementos que levaram os familiares do gerente até Alto da Boa Vista, onde estavam acampados, e se juntaram a mais seis elementos.

A quadrilha mandou o gerente voltar na manhã de quarta-feira (1) e retirar o dinheiro da agência. O carro do gerente foi encontrado depois na BR-158, próximo a Ribeirão Cascalheira.

Se for confirmada a fraude, o delegado Wiliney informou à Agência da Notícia, que esse será o segundo caso registrado semelhante em Mato Grosso em menos de quatro meses. Em outubro do ano passado, um funcionário da Caixa Econômica Federal, em Barra do Bugres, forjou o sequestro da família com o intuito de roubar R$ 500 mil da agência.

Em Cocalinho, um caso parecido, devido à demora na comunicação à Polícia, também está sendo investigado. Os ladrões fugiram de balsa levando o dinheiro e só depois o gerente comunicou o fato à polícia. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%