21/01/2012 às 13h05min - Atualizada em 21/01/2012 às 13h05min

Excesso de chuvas provoca pedido de emergência

Olhar Direto
Querencia em Foco

Oito municípios do Norte Araguaia estão enfrentando sérios transtornos com o excesso de chuvas dos últimos dias, que deixou com pontes e estradas intrafegáveis e isolou comunidades inteiras. É o caso do assentamento Novo Brasil, onde cem famílias ficaram ilhadas devido ao transbordamento rio Daro e todas as consequências que esta situação representa para a população da região.

Outra região prejudicada é a do Coutinho União, onde não está passando nenhum carro por causa das pontes que ficaram submersas pelas chuvas intensas. O presidente da Associação dos Municípios do Médio Araguaia (AMMA), o prefeito de Querência, Fernando Gurgen, protocolou na tarde desta sexta-feira (20) uma solicitação ao governo do estado e a superintendência da Defesa Civil para que seja decretada situação de emergência na região Norte Araguaia.

Os municípios mais afetados com as chuvas no Araguaia são Querência, Ribeirão Cascalheira, Bom Jesus do Araguaia, Novo Santo Antônio e São José do Xingu. O gerente de avaliação de danos da Defesa Civil de MT, Rafael Carreira, informou que o pedido dos municípios está sendo avaliado durante uma reunião nesta sexta-feira e a decretação de emergência pode ocorrer até segunda-feira (23).

Todavia, as primeiras providências já foram tomadas pela Defesa Civil, que prometeu encaminhar um helicóptero para a região com a incumbência de sobrevoar a região afetada com a chuva e definir o volume de ajuda humanitária necessária para atender os municípios.

“Nós estamos acompanhando os estragos até mesmo por vocês da mídia e, segunda-feira, a superintendência vai definir o plano de ação do estado para ajudar a região prejudicada com a chuva”, prometeu.

De acordo com Rafael, as chuvas afetaram também outros municípios do norte Araguaia que também enviaram à Defesa Civil pedidos de decretação de estado de emergência.

O superintendente da Defesa Civil, coronel bombeiro Sergio Roberto Delamonica Correia, vai sobrevoar a região afetada com a chuva na segunda-feira para verificar in loco os estragos provocados. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »