25/12/2014 às 16h25min - Atualizada em 25/12/2014 às 16h25min

Adolescente de 16 anos é estuprada e morta quando pegava sinal de wifi no Araguaia

Ronaldo Couto
Araguaia Noticia

Um crime bárbaro chocou a cidade de Campinápolis, 220 km de Barra do Garças, nessa quinta-feira de natal (25), uma adolescente de 16 anos foi morta após ser abusada sexualmente. Lorena Maria Rosa da Silva foi encontrada seminua e com ferimentos na cabeça e pescoço. 

O corpo foi localizado pelo próprio pai, que estava desesperado a procura da filha que saiu na noite de véspera de natal para pegar sinal de internet (wifi). Fato que é comum nas pequenas cidades porque o sinal de net é mais difícil. Lorena, tinha como hábito, ir até o centro perto da rádio que fica ao lado do lavajato do pai e foi justamente nesse lugar que foi abordada pelo criminoso.

Durante as buscas, na manhã de hoje, com apoio da Polícia Militar (PM), o pai de Lorena avistou o corpo no corredor de uma casa dentro do terreno da igreja Deus do Brasil. A adolescente provavelmente foi estuprada e depois morta com uma pancada na cabeça e apresentava mordidas na na orelha.

Um suspeito, que é ex-presidiário com passagens policiais de Maria da Penha, homicídio em Querência e roubo, chegou a ser detido para averiguação. Ele estava muito nervoso e passou várias vezes perto do lugar onde foi localizado o corpo de Lorena. Informações mais atualizadas dão conta que o suspeito foi solto por falta de provas.

A morte de Lorena abalou o natal na tranqüila Campinápolis. Os jovens não comentam outro assunto. A adolescente era aluna do Ensino Médio da escola Couto Magalhães. A ocorrência foi atendida pelo sargento Cardoso e soldados Alan e Correia; o investigador Edu e o escrivão João.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.8%
17.6%
76.5%