23/12/2014 às 12h43min - Atualizada em 23/12/2014 às 12h43min

SPU declara área no Araguaia como de interesse público

Ascom Famato
Ascom Famato

Cerca de dois milhões de hectares de áreas de várzea e terrenos marginais na região do Vale do Araguaia foram declarados de interesse do serviço público pela Secretaria do Patrimônio da União (SPU). A área, que foi denominada Várzea do Rio Araguaia, abrange nove municípios, sendo seis em Mato Grosso e três no Tocantins. Em Mato Grosso, os municípios atingidos pela portaria da SPU são: Luciara, Canabrava do Norte, Novo Santo Antônio, Porto Alegre do Norte, Santa Terezinha e São Félix do Araguaia.

O analista de Assuntos Fundiários da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Lino Amorim, explica que com a decisão a exploração da área sofrerá restrições quanto ao tipo de atividades a serem praticadas e essa politica de exploração ficará a cargo do governo federal. “Os cartórios de registros de imóveis averbarão nas matrículas dos títulos das propriedades que compõem a área que o imóvel está inserido em área de propriedade da união. As áreas ocupadas que abrangerem parte ou a totalidade poderão ser regularizadas mediante outorga de título de concessão de direito real de uso”, afirma Amorim.

Segundo o prefeito de Luciara, Fausto Azambuja Filho, o clima na região é de tensão. “Todos nós estamos muito apreensivos com tudo isso, as máquinas estão paradas, os agricultores de mãos atadas e a economia do nosso município depende das atividades agrícolas”, desabafa o prefeito.

A Famato orienta aos produtores que possuem propriedades na região e que desejam saber se estão ocupando um bem imóvel da União para procurarem a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) por meio da sua Superintendência Regional, que em Mato Grosso está localizada no Centro Político Administrativo de Cuiabá. O telefone para contato é o (65) 3615-2263.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.5%
17.2%
77.2%