07/12/2014 às 13h04min - Atualizada em 07/12/2014 às 13h04min

Boato que onça teria matado homem no Araguaia vira debate em Encontro de Jornalistas

Jornal da Noticia
Jornal da Noticia

O boato que um homem teria sido devorado, por uma onça em Santa Cruz do Xingu e depois em Espigão do Leste, região dos baianos, na quarta feira 03/11, virou debate, sobre a força das mídias sociais na atual sociedade.

O debate aconteceu no Encontro Anual de Jornalistas, evento realizado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) da unidade de Confresa na região Norte Araguaia, realizado nesta quinta feira 04/12/2014.

O evento apresentado pelo Professor Rui Matos, citava a importância de chekar as informações, devido ao alto poder de força que a internet, e as mídias sociais estão tendo sobre a opinião publica.

Quando o tema foi tratado, a Jornalista Camila Nalevaiko, citou como exemplo, o boato que circulou na terça feira, 03/12, em que um homem, teria sido vítima de um ataque de onça, na zona rural onde morava.

Fotos do possível cadáver encontrado circularam pelo Whatzapp e Facebook da região, mas cerca de uma hora depois foi constatado, que o fato tinha acontecido mais de ano atrás, quando uma onça pintada atacou e matou um homem na zona rural de Tailândia, estado do Pará.

A vitima do fato verdadeiro, acontecido no Pará, tinha 43 anos, e era caseiro de uma fazenda da localidade. O homem teria saído para caçar e acabou sendo atacado pelo animal.

Antes de ser morta, pelos colegas do caseiro, a onça desfigurou o rosto da vitima, além das pernas e braços que ficaram com varias perfurações feitas pelos dentes do felino. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.6%
17.2%
77.1%