07/12/2014 às 12h47min - Atualizada em 07/12/2014 às 12h47min

Suspeito que aparece em vídeo de execução de jovem é preso em GO

Sílvio Túlio Do G1 GO
G1

A Polícia Militar prendeu o auxiliar de carga e descarga Wolney Henrique Borges de Freitas, de 23 anos que aparece no vídeo da execução do vigia de carros Marcos Vinícius Caixeta, de 18 anos.

Ele confessou à Polícia Civil, após ser detido, que participou da morte do vigia de carros. Durante o depoimento informal, ele fez questão de frisar que estava no local, mas não matou o jovem. O suspeito é uma das três pessoas que aparecem no vídeo de execução da vítima.

Durante a conversa com o delegado regional de Porangatú, André Luís Medeiros, Wolney afirma que “não lembra” quantos tiros desferiu contra a vítima, mas garante que não descarregou o revólver.

“Eu só participei, mas não fui eu quem matou. Na filmagem conta, quem matou, pisou na cabeça e tudo mais foi o rapaz que já está preso”, disse.

A prisão

A detenção ocorreu em Santa Tereza de Goiás, na região norte de Goiás, quando ele passava por blitz. No carro em que ele viajava com um amigo, a polícia encontrou uma porção de cocaína e um revólver. Um menor, de 16 anos, que também aparece baleando o jovem, está apreendido em um Centro de Internação Provisória (CIP) e o terceiro envolvido está foragido.

Em conversa informal com os policiais, ele, que aparece no vídeo com uma camisa preta dirigindo o carro onde a vítima está e depois dispara cinco vezes depois que o jovem já havia sido baleado, confessou participação no crime. No momento em que foi preso, ele disse que estava indo pescar.

A detenção ocorreu no último domingo (30), mas só nesta tarde a polícia conseguiu estabelecer a relação dele com o crime. As tatuagens do jovem e a sandália que ele utilizava, a mesma do dia do crime, ajudaram na identificação.

"Quando foi preso, ele estava sem documento. Então se identificou com um nome que na verdade é o do seu irmão. Fui dar uma olhada no inquérito e notei a semelhança dele com o homem que aparecia no vídeo. Conversamos novamente com ele, que acabou confessando", disse a reportagem o delegado regional de Porangatu, André Luís Medeiros.

O suspeito e o colega foram detidos em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma. Ambos estão na Delegacia de Estrela do Norte, também no norte do estado.

O delegado diz que aguarda decisão do judiciário para saber se ele será ou não transferido para leopoldo de Bulhões, na Região Metropolitana de Goiânia, onde o corpo foi encontrado. Após apuração da Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), o caso foi transferido para a delegacia da cidade.

Contra o suspeito, já existe um mandado de prisão preventiva pelo homicídio.

Vídeo

Suspeito que aparece em vídeo de execução de menor é preso em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Wolney, de preto, recarrega arma com menor
(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
A execução foi descoberta depois que um adolescente, de 16 anos, foi apreendido em Goiânia ao fazer manobras arriscadas em uma motocicleta. Ao verificar o celular dele, a polícia encontrou o vídeo do homicídio. À polícia, o menor confessou o ato: “Eu que matei ele. O crime cobra caro. Enquanto uns matam, outros morrem”.

Nas imagens, Marcos Vinícius aparece em um carro com os três suspeitos. Eles zombam com a vítima: “Chegou sua hora. Olha a missão hoje". Após atirar, o adolescente ainda pisa na cabeça da vítima. Outro criminoso se aproxima de Marcos e atira mais cinco vezes. O menor detido ainda diz: “Desgraçado, vai com Deus”.

 A vítima era orfã e foi criada pela avó, Rosalina Dias Caixeta, de 72 anos. A idosa disse que o garoto era usuário de drogas e lamenta não ter conseguido livrá-lo do vício: "Tentava arrumar escola para ele, emprego, mas ele não gostava e começou a mexer com droga. Primeiro, maconha, mas a situação se complicou quando ele começou a usar crack, há uns três meses".

Frieza
Ao delegado Kleyton Dias, o menor afirmou já ter cometido outros dois homicídios. "Ele disse que certa vez, quando estava passando férias na casa da avó, no Pará, matou uma pessoa, mas não deu muitos detalhes. Na mesma conversa, ele disse que em meados do ano passado estava usando drogas na Avenida 85, quando outro usuário se aproximou, houve uma briga e ele assassinou o rapaz a facadas", afirmou. A polícia apura se os dois casos são procedentes.

Adolescente posta em rede social foto de execução em Goiás (Foto: Reprodução/ Facebook)Adolescente posta em rede social foto de execução (Foto: Reprodução/ Facebook)
A frieza do suspeito impressionou até mesmo a polícia. "O comportamento dele é normal, frio, tranquilo. Chama bastante atenção o fato de uma pessoa tão jovem ter tanto desapego com a vida dessa forma. O que para gente às vezes é tragédia, para ele é uma coisa normal", descreve.

Além de ter o vídeo em seu celular, o menor também postou uma foto do homicídio em seu perfil no Facebook. Na página dele, consta que a profissão dele é chefe na empresa "Cracolândia". Várias pessoas comentaram a foto. Uma delas aprova a atitude: "Safado tem que morrer". Outro rapaz critica o ato: "Pq [sic] vc fez isso (...) tu tem família".


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.7%
17.2%
77.0%