Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
12/06/2024 às 16h32min - Atualizada em 12/06/2024 às 16h32min

Genro é condenado a 41 anos de prisão pela morte de investigador

Condenação de Hernandes somou as penas pelos crimes praticados contra o policial e contra a esposa dele, que foi vítima de tentativa de homicídio

g1 MT
Araguaia Notícia
Hernandes Lima de Siqueira, de 27 anos, foi condenado a 41 anos de prisão pela morte do investigador aposentado da Polícia Civil, Derli José Alves, de 56 anos. A decisão foi realizada após sessão do tribunal do júri nessa segunda-feira (10), no Fórum de Cuiabá. Hernandes confessou ter matado o investigador, após dois dias do desaparecimento dele, no Bairro Parque Itaguaí, em 2023.

O g1 tenta localizar a defesa do Hernandes de Siqueira.

A condenação de Hernandes somou as penas pelos crimes praticados contra o policial e contra a esposa dele, que foi vítima de tentativa de homicídio.

Relembre o caso



Segundo a Polícia Civil, a equipe foi acionada em fevereiro do ano passado para atender uma ocorrência de furto de uma camionete, que pertencia à vítima. Um irmão do investigador disse para os policiais que a cunhada tinha sido atingida por disparos de arma de fogo no local.

Antes de ser socorrida, a mulher do policial aposentado mandou áudios aos familiares contando que na terça-feira foi até o barracão da propriedade e viu que o genro do policial estava lavando as mãos sujas de sangue.

Ao perguntar sobre a situação, Hernandes fez disparos contra a mulher, que a atingiram na testa e no olho. Com isso, ela desmaiou e, quando acordou, o suspeito já havia fugido da chácara, levando a caminhonete e pertences do policial.

Hernandes foi preso em flagrante depois de se apresentar na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá. Na epóca, o delegado Caio Albuquerque informou que Hernandes disse ter escondido o corpo no distrito da Guia, na capital.

O corpo de Derli foi localizado com as armas utilizadas no homicídio da vítima.

A Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Delegacia Especializada De Roubos e Furtos De Veículos (Derfva) realizaram investigações na propriedade para coletar informações sobre o caso.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90