22/11/2014 às 15h14min - Atualizada em 22/11/2014 às 15h14min

PM explica porque não socorreu senhor que morreu por falta de ambulância no Araguaia

Agência da Notícia com Leandro Kervalt
Agência da Notícia

Após reclamações sobre a falta de socorro por parte dos policiais militares de Confresa, um oficial explicou o que acontece em casos em que a PM não pode interferir e quais são as funções da Polícia Militar.

Alguns internautas reclamaram que a Polícia Militar teria se negado a fazer o socorro ao acidentado que posteriormente veio a óbito no Hospital Municipal de Confresa. No último caso registrado em Confresa a ambulância do município acionada não se deslocou para o resgate da vítima.

“Por inúmeras vezes policiais militares fizeram o regaste de acidentes em carrocerias de viaturas, mas no último dia 19 a viatura presente era um veículo de passeio não tendo espaço devido o camburão no porta-malas e nem segurança para transportar um acidentado em estado grave como era o caso” explicou o Tenente PM Kleber de Paula.

Confira a nota na Integra:

Este comando da 3ª Cia PM de Confresa vem através desta nota, informar a população de Confresa sobre o papel da Polícia Militar em acidentes de trânsito, está instituição tem como dever o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública em nossa cidade, inúmeros acidentes vem ocorrendo e a Policia Militar quando acionada desloca imediatamente ao local do fato, quando há vitima fatal prontamente isolamos o local até a chegada da POLITEC , preservamos para o melhor trabalho dos peritos, quando não há vitimas é orientado aos condutores deslocarem até a 3ª Cia PM para confecção do Boletim de Acidente, no caso de vitima que necessita de socorro médico há um equivoco por parte da população que acha que é obrigação da Policia Militar socorrer as vitimas e encaminhar para o pronto socorro municipal, achamos importante à população ter ciência que os policiais militares não são preparados para tal função que ao procurar ajudar podemos complicar o diagnostico da vitima em casos mais extremos levando até a uma paralisia ou agravamento da lesão em cervical ou outro local, por isso necessitamos do apoio da prefeitura municipal que disponham diariamente uma equipe de ambulância e enfermeiros para socorro de vitimas de acidentes de transito precisamos também do apoio da população de Confresa e autoridades regionais para que seja efetivado uma unidade do Corpo de Bombeiros que ajudaria em acidentes, queimadas dentre outras situações a Polícia Militar usa do bom senso no caso especifico do senhor que veio a óbito na quarta-feira em um acidente na BR-158 a ambulância não estava disponível e a Guarnição de serviço estava trabalhando em uma Fiat Palio Adventure com camburão sendo impossível o transporte da vitima em seu porta-malas, a atendente do plantão no dia dos fatos repassou esta informação a populares que ligaram no 190 informando o acidente orientando que se alguém possuísse um veiculo que comportasse o mínimo de segurança que transportasse a vitima sendo que a Ambulância não Estava disponível e na viatura não seria possível esse translado a Policia Militar esta a disposição da população de Confresa, mas precisamos que cada órgão faça sua parte e cumpra seu papel especifico de sua competência. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%