Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
18/04/2024 às 14h45min - Atualizada em 18/04/2024 às 14h45min

Trabalhador de fazenda foi morto pelo CV por foto com sinal de 'rivais'

Folhamax
Araguaia Notícia
Um grave homicídio que vitimou o trabalhador de uma fazenda no município de Paranatinga foi esclarecido pela Polícia Civil, na segunda-feira (15), com o cumprimento de mandado de prisão de dois homens apontados como autores do crime.

Os suspeitos, de 19 e 20 anos, foram identificados em investigações conduzidas pela Delegacia de Paranatinga e tiveram os mandados de prisão temporária, decretados pela Justiça por crime de homicídio qualificado pelo motivo fútil. A morte do trabalhador foi decretada após os suspeitos encontrarem uma foto da vítima fazendo um sinal alusivo a outra facção criminosa.

As investigações iniciaram no dia 18 de março, após o corpo da vítima, Ariel das Chagas dos Santos, de 20 anos, ser localizado em um milharal, próximo a estrada de acesso ao lixão da Vila de Santiago do Norte.

De acordo com as investigações, no dia dos fatos, a vítima e mais dois colegas, trabalhadores de uma fazenda, saíram para uma festa, onde ingeriram bebida alcoólica ficando bastante alterados, ocasião em que tiveram uma desavença com outro grupo que estava no mesmo local.

Durante a briga, os trabalhadores foram levados para uma residência a poucos metros do local, onde os suspeitos em análise dos celulares, encontraram uma fato da vítima, fazendo um sinal de referência a uma facção criminosa rival a do grupo, fato que teria decretado a sua morte.[morte fazenda paranatinga] 

Dois dos trabalhadores foram conduzidos para uma região de mata, onde ocorreu o crime, porém uma das vítimas conseguiu fugir, enquanto Ariel era executado por um dos criminosos. Com base nos elementos levantados durante as investigações, o delegado Gabriel Conrado Souza, representou pela prisão temporária dos suspeitos, que foram deferidas pela Justiça.

As ordens de prisão contra os investigados foram cumpridas, nesta segunda-feira (15), no distrito de Santiago do Norte. Interrogados, os investigados confessaram a prática do crime, sendo um deles responsável por levar os trabalhadores até a região de mata e o outro por executar a vítima com golpes de faca. 

Os criminosos foram colocados à disposição da Justiça e as investigações seguem em andamento para identificar outros possíveis envolvidos no crime.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90